O misterioso Castelo de Edimburgo

edimburgo

Construído como uma fortaleza militar no século 12, o Castelo de Edimburgo é considerado o cartão postal da Escócia. Entre as atrações do Castelo estão as jóias da Coroa Escocesa (a coroa, a espada e o ceptro), a Pedra do destino e o assento de coroação dos reis da Escócia, todos localizados na sala da coroa.

Mas, ao contrário do que parece, o local não recebe milhões de visitas pelas suas atrações. Para quem não sabe, o Castelo de Edimburgo, é considerado o local mais assustador e mal assombrado da Escócia, já que foi cenário de diversas mortes crueis.

62840900_10585_74371403_8210

O castelo serviu também como prisão, e abrigou nomes como Alexander Stewart Duque de Albany (que conseguiu escapar matando os guardas a facadas e posteriormente queimando os corpos), Lady Janet Douglas de Glamis (queimada na fogueira sob acusação de bruxaria) e um flautista não identificado que entrou em uma das várias passagens subterrâneas do castelo e nunca mais voltou.

450px-Edinburgh_Castle_Portcullis_Gate

Em 2001, o castelo foi assunto de diversas investigações a cerca de eventos  paranormais. Uma equipe de nove pesquisadores e cerca de 200 membros do público entraram no castelo, explorando cada uma de suas passagens. Cerca de 50% dos envolvidos relataram ter presenciado experiências paranormais, dentre os fenômenos mais relatados estavam: figuras sombrias, queda brusca de temperatura, além de sentir como se algo puxasse suas roupas.

Em diversas ocasiões, visitantes afirmaram ver um fantasma de um tocador de gaita de foles, um tocador de tambor sem cabeça, fantasmas de prisioneiros de guerra, e até o fantasma de um cachorro próximo ao cemitério dos cães.

Adaptado de Doce psicose e Wikipedia

GOSTOU DO NOSSO CONTEÚDO?

Receba as atualizações por e-mail!

É gratuito e sem SPAM
Reaja! Comente!
Topo