Lua de Sangue

Os maiores mistérios da humanidade #46

Semana passada falamos sobre o misterioso viajante do tempo: John Titor e suas informações que deixaram muitas pessoas intrigadas. Hoje falaremos sobre um mistério que está "vivo" até agora:

UVB – 76 – A rádio fantasma

No ano de 1982, uma misteriosa rádio foi descoberta, mas não transmitia música, nem nada que seja compreensível. Ela somente enviava sinais em ondas curtas, que só podem ser captados por rádios que recebem esse tipo de sinal.

Essa rádio, que recebeu o apelido de “The Buzzer” (“a cigarra” em tradução livre), transmite um som vibrante, que dura de 8 décimos de segundo até 3 segundos, repetindo-se entre 21 e 34 vezes por minuto. E, em todas as horas do dia, no seu último minuto o barulho pausado é substituído por um contínuo, que fica no ar até que a o relógio marca uma nova hora. Para completar, todos os dias às sete da manhã até as dez para oito, a transmissão fica mais fraca, o que normalmente ocorre com rádios normais de madrugada, para diminuir o consumo e para possíveis manutenções.

Os sons emitidos pela Buzzer mudaram ao longo dos anos, porém não existe nenhum sentido nesses barulhos, do mesmo modo dos outros.

Contudo, o estranho é que algumas vezes surgem vozes ao fundo, como se a transmissão fosse feita através de um microfone aberto, que capta acidentalmente (ou não) pessoas falando por perto. Desde a descoberta da rádio, quatro vezes foram captadas vozes falando em russo, mas elas eram sempre abafadas. Em uma dessas transmissões pode-se ouvir isso: “Eu sou o 143. Eu não recebo o oscilador. Isso é o que a sala de operações está emitindo.”

Além da UVB – 76 existem outras duas rádios semelhantes, chamadas E11 e E25. As três são investigadas há muito tempo, porém ninguém jamais conseguiu localizá-las ou mesmo entender o que elas pretendem com essas transmissões, até mesmo o governo Russo declarou que não sabe nada sobre elas.

Muitas teorias dizem que elas podem ser remanescentes da Guerra Fria e servem para monitorar acontecimentos em diversas partes do planeta. Essa teoria foi baseada após algumas coordenadas serem ouvidas no meio dessas transmissões, que apontam diversos lugares no mundo, sendo um deles uma base em Pavarovo (Rússia). Sabendo disso o governo Russo mandou pessoas para investigar o local e o resultado foi frustrante, pois o lugar parecia estar abandonado há anos, porém existiam algumas partes trancadas de tal maneira que não puderam ser acessadas. Por esse motivo os segredos que essas salas guardam ainda são um mistério.

Algumas fotos dessa exploração podem ser vistas abaixo:

Mesmo após todo esse tempo, uma questão ainda sobreviveu: Para que servem essas rádios? Monitorar inimigos? Detectar teste nucleares? Ou mesmo buscar OVNIS em nossa atmosfera? Simplesmente ninguém sabe responder as essas questão…

Quem se interessou pode buscar na internet sobre elas, pois existem sites que transmitem o som delas e falam mais sobre acontecimentos que as envolvem.