Os mais macabros experimentos feitos em humanos #6

Todo avanço exige algum tipo de sacrifício. Mas até onde é válido sacrificar algo para obtermos um novo conhecimento? Essa é uma das questões mais polêmicas que existem no mundo, ainda mais quando os experimentos feitos envolvem seres humanos. Será que o sofrimento passado por essas pessoas valeu o conhecimento adquirido?




Gás Mostarda e Lewisite

gas1

Como a pesquisa de arma biológica se intensificou na década de 1940, as autoridades também começaram a testar suas repercussões e defesas no próprio Exército.

A fim de testar a eficácia de várias armas biológicas, funcionários eram conhecidos por terem pulverizado gás mostarda e outros produtos químicos, arruinando pulmões e queimando a pele, sobre os soldados sem o seu consentimento ou conhecimento do experimento acontecendo com eles.

Eles também testaram a eficácia das máscaras de gás e roupas de proteção por soldados travando em uma câmara de gás e expondo-os a gás mostarda e Lewisite (verá logo abaixo sobre), evocando a imagem da câmara de gás da Alemanha nazista.




Efeitos do Lewisite

gas2

Lewisite é um gás que pode facilmente penetrar na roupa e até mesmo em borracha.

Em contato com a pele, o gás imediatamente provoca dor extrema, coceira, inchaço e até mesmo uma erupção cutânea. Grandes vesículas cheias de líquido se desenvolvem 12 horas após a exposição, sob a forma de queimaduras químicas graves. E isso é apenas em contato com a pele.

A inalação do gás provoca uma dor em queimação nos pulmões, espirros, vômitos e edema pulmonar.




Efeitos do Gás Mostarda

gas3

Assintomático até cerca de 24 horas após a exposição, ele tem propriedades mutagênicas e carcinogênicas que mataram muitos submetidos a ele.

Os seus efeitos primários incluem queimaduras graves que se transformam em um fluído amarelo. Embora com tratamento, queimaduras de gás mostarda curam muito, muito lentamente e são extremamente dolorosas.

As queimaduras que deixam o gás na pele são às vezes irreparáveis.

Há também rumores de que, juntamente com os soldados, os doentes em hospitais estavam sendo usados ​​como cobaias para experiências médicas envolvendo produtos químicos, mas que todas as experiências foram alteradas e passaram a ser chamadas de “observações” para afastar suspeitas.

Reaja! Comente!
  1. Bart Rtend

    11 de novembro de 2014 em 16:09

    outro dia num documentario sobre a primeira guerra eu vi essas 2 doenças no history tchenel, mt boa sua sacada

  2. Gabriel Frigini

    9 de novembro de 2014 em 21:04

    Odeio mostarda!

  3. VanDrak SubZero

    6 de novembro de 2014 em 17:40

    Cara,,,, que tenso :/
    Imagina o sofrimento das vítimas desses gases, u.u

  4. Gladyson Salvador

    5 de novembro de 2014 em 19:00

    Outro detalhe o gás não tem cheiro e torna-se incolor como todo gás quando se espalha e dura dias e uma correção foi criado durante a década de 1910 foi utilizado em larga escala na primeira guerra (1914-1918) e foi criado e testado em Washington, D.C., e até hoje o local de teste bem próximo da casa branca sofre com os efeitos do gás.

  5. Blue

    5 de novembro de 2014 em 17:51

    Fazemos isso com ratos e cachorros hoje em dia, a única diferença é que naquela época esses pesquisadores tinham muitas cobaias humanas dispensáveis que iriam morrer de qualquer jeito, então era possível fazer a experiência que quisesse, é terrível torturar alguém, mas muitas descobertas serão feitas dessa maneira, o que é mais importante? a vida de alguns humanos ou o progresso da humanidade?

  6. Ricardo

    5 de novembro de 2014 em 02:14

    Tem momentos que acho que o ser humano é o animal mais irracional que existe, que não sente pena, culpa, arrependimento…

    • LordSith

      5 de novembro de 2014 em 12:49

      o homem eh o unico animal que inflige dor a seu semelhante simplesmente por prazer…

      • Adriano Saadeh

        11 de novembro de 2014 em 08:56

        E com consiciência já que diferente de outras espécies podemos nos colocar no lugar dos outros

  7. Luís Felipe

    4 de novembro de 2014 em 23:38

    Carne e mostarda realmente n combinam…
    [img]http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2014/11/gas3.jpg[/img]
    Se fosse agente Ketchup, talvez os resultados fossem melhores.

    • Adriano Saadeh

      11 de novembro de 2014 em 08:55

      PQP… Não sei se é pior o teu comentártio ou o fato de eu ter achado engraçado

  8. Vinicius de Oliveira

    4 de novembro de 2014 em 23:09

    “””””””””humanos””””””””””” ????????????????<3<3

  9. chapolim do mal

    4 de novembro de 2014 em 22:38

    O ser humano sempre pensou no futuro, sempre pensou que medidas teriam que ser tomadas afim de manter a espécie mas essas medidas sempre vieram com custos, as vezes altos demais e que trouxeram uma repercussão negativa para os experimentos. O ser humano não mede esforços para se manter e o homem não mede esforços para ter seu nome marcado para sempre na história, alguns homens precisam perecer para que todos sobrevivam.

    • Super Choque Returns

      4 de novembro de 2014 em 23:09

      “alguns homens precisam parecer para que todos sobrevivem”. Claro, como nenhum desses “alguns” foi você…fica fácil ser a favor.

  10. Jeff Dantas

    4 de novembro de 2014 em 22:29

    Pensando bem, até que ponto a crueldade pode chegar…http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2014/11/gas3.jpg

  11. Jeff Dantas

    4 de novembro de 2014 em 22:28

    Nossa, que terrível! “Humanos” sendo humanos…http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2014/11/gas2.jpg

    • krauser20

      6 de novembro de 2014 em 15:51

      Claro, se eles fossem outra coisa aí que tem desconfiar mesmo.

16 Comentários
Topo