O lado negro: Espíritos presos

01

O que você lerá a seguir é uma creepypasta, ou seja, uma lenda urbana moderna difundida pela internet, por fóruns, e-mails e redes sociais. Normalmente podem ser fictícias, sem provas ou fontes confiáveis, ficando assim apenas como um conto de terror, mas… e se forem reais?

Para ampliarmos a sensação de suspense inserimos uma trilha para ser tocada acompanhado a leitura. (Não sejam covardes)




Espíritos

Algumas religiões acreditam que, quando a pessoa morre de forma abrupta, fica, por um tempo, presa ao local de sua morte, até conseguir libertar-se ir seja lá para onde for. Como, por exemplo, em um acidente de carro, onde a morte é rápida, o espírito da pessoa pode ficar por anos junto ao carro, sem saber o que aconteceu.

Li muito sobre isso, pois o que aconteceu comigo, quando tinha apenas 9 anos, me obrigou a buscar alguma explicação plausível, que não duvidasse de minha sanidade mental (fui em muitos psiquiatras, não tenho problema mental nenhum).

Minha família era pequena, apenas minha mãe, dona-de-casa, meu pai, vendedor ambulante, minha irmã e eu. Nós duas dividíamos a mesma cama de solteiro, mas chegou um ponto que não foi mais possível, eu já tinha 9 anos e ela, 12. Então minha mãe decidiu procurar uma beliche para nosso quarto.

Por sermos muito pobres, a única alternativa era procurarmos em lojas de móveis usados. Encontramos uma beliche que minha mãe conseguiria pagar. Era de madeira, aparentemente muito antiga, e com alguns arranhões.

02Um amigo do meu pai foi buscar a cama e logo ela estava em nosso quarto. Vendemos nossa cama antiga e assim pudemos comprar mais um colchão. Eu estava muito feliz, pois nunca ganhava presentes como as outras crianças, e uma cama nova era algo incrível para mim.

Meu pai conseguiu alguns restos de tinta de uma obra perto da nossa casa, e resolvemos pintar a cama para que ficasse mais bonita. Eu, empolgadíssima, insisti para ajudá-lo. Ele deixou que eu pintasse a parte de baixo e ele, a de cima. Deitei na cama de baixo e, entre uma pincelada e outra, percebi que os arranhões que eu tinha visto no dia da compra da cama, na verdade, eram palavras.

Fiquei um pouco assustada com o que dizia ali. Meus pais disseram para eu não sentir medo, pois era coisa dos antigos donos da cama, mas não consegui evitar. Antes de pintar, anotei cada palavra que dizia ali, numa agenda que guardo até hoje.

Leia:

“Dormir para morrer.”
“A maldição está aqui.”
“Fuja”
“Não durma.”
“Nunca durma.”
“Ele está aqui.”
“Ele nunca sairá daqui.”
“Ele está em você?”
“Eu dormi e ele está em mim.”

Depois disso, não consegui dormir na cama de baixo da beliche. Implorei para minha irmã que deixasse eu dormir na cama de cima e ela concordou. Me arrependo de ter feito esse pedido à ela até hoje. Naquela noite, antes de dormir, ouvi o último “boa noite” de minha irmã. Eu não fazia ideia do que estava prestes a acontecer, mas mudou minha vida para sempre.

No outro dia, minha irmã acordou perturbada. Ela gritava e dizia que sua garganta e estômago estavam queimando. Minha mãe deu alguns medicamentos à ela, mas não adiantou. Ela urrava de dor e se debatia. A única alternativa foi levá-la correndo para o hospital. Seus últimos 5 dias de vida, foram os 5 dias de internação.

Nenhum medicamento fez efeito. Nenhum tratamento conseguiu curá-la. Seus gritos eram escutados de fora do hospital, mas nenhum calmante fazia com que ela dormisse. Ela arrancou os próprios cabelos com as mãos, fazendo seu couro cabeludo sangrar e rasgou a pele dos braços e pernas com as próprias unhas. Ela foi amarrada na cama. No seu último dia de vida, minha mãe implorou que o médico lhe deixasse levá-la para casa. Ela não aguentava mais ver minha irmã naquele estado e, se ela não se curasse, pelo menos estaria em casa, conosco. O médico, após avisar minha mãe de que minha irmã estava em estado crítico e não viveria muito tempo, liberou-a, e uma ambulância nos levou para casa, com ela. A última visão que tive da minha irmã foi dela deitada na parte de baixo da nossa beliche, com apenas algumas mechas de cabelo, com os braços e pernas em carne viva, olhando fixamente para mim. Por algum motivo, a parte branca de seus olhos estava vermelha, cheia de sangue e seu rosto estava roxo devido às pancadas que levou enquanto se debatia. Ela faleceu, deitada naquela cama, duas horas após chegarmos em casa.

Eu só dormi uma noite naquela cama, pois com todo o acontecido, minha mãe permitiu que eu dormisse junto com ela nas outras noites. Após a morte de minha irmã, ela decidiu vender a cama, pois precisávamos de dinheiro. No dia em que a cama seria levada para uma loja de móveis usados, deitei novamente na parte de baixo da beliche. Qual não foi minha surpresa, ao ver que, por cima da pintura, haviam palavras:

“Ele sempre estará aqui.”
“Não durma aqui.”
“Prisão.”

E, com a letra da minha irmã:
“Eu também estou aqui.”

Fonte: Medo B 

Reaja! Comente!
  1. Sarah Andrad

    1 de abril de 2014 em 16:16

    Bom…Foi bom…

  2. Fabio Mendes

    3 de março de 2014 em 21:57

    assustador!, mas achei pior o Lado Negro da Ginecologia:

    [img]http://i1.ytimg.com/vi/JGn7gSU7K10/hqdefault.jpg[/img]

  3. Pikachu Girl

    7 de outubro de 2013 em 11:50

    A pessoa que morreu deve ter bebido lava enquanto arrancavam seus cABELOS e como essa pessoa queria se livrar da dor acabou se arranhando ate ficar em carne viva.

  4. Camilo Agenor Pureza Pureza

    29 de agosto de 2013 em 22:49

    muito massa esse conto. já tinha ouvido histórias parecidas a essa, mais a parte que a irmão morta escreve na beliche ” eu também estou aqui” é novidade…..parabéns mine lua.

  5. Victória Almeida Molero

    12 de agosto de 2013 em 20:04

    O.o um dos melhores…………

  6. REzao

    25 de julho de 2013 em 05:35

    “Ela gritava e dizia que sua garganta e estômago estavam queimando.”

    Era só usar vinagre 😀

    [img]http://www.megag.com.br/media/catalog/product/cache/1/image/9df78eab33525d08d6e5fb8d27136e95/v/i/vinagre_castelo_branco.jpg[/img]

  7. Natasha Goulart

    24 de julho de 2013 em 15:19

    É do medo b essa historia ‘-‘

  8. gothicthay

    23 de julho de 2013 em 22:58

    Legal, mas parece mais um conto do que uma creepypasta :s

  9. Robby Malvão

    22 de julho de 2013 em 10:54

    P mim o maior mistério é de onde eles arranjam essas músicas, ja até procurei e nada haha. Mas legal o conto ;D

  10. Velha Surda da Praca

    21 de julho de 2013 em 19:59

    Legal…

  11. Chris Campos

    21 de julho de 2013 em 12:53

    Sinistro

  12. Nath

    20 de julho de 2013 em 14:33

    Cara, ontem eu sonhei que tinha uma beliche no meu quarto e uma mao preta me agarrava enquanto meu gato tinha convuções 0.o

    • Garota Infernal

      20 de julho de 2013 em 18:07

      E ai? a mão preta tinha “pegada”? Ela conseguiu te satisfazer?

    • Lucas Rodrigues

      20 de julho de 2013 em 14:57

      Tenso O_O

    • eduardo (eduh)

      20 de julho de 2013 em 14:40

      não era um sonho
      [img]http://4.bp.blogspot.com/-6MCr8zi87gU/UPATID0RHFI/AAAAAAAAAKQ/FXnSHZZ2Vzo/s1600/kid-bengala.jpg[/img] mão preta…

  13. The little PAULA

    20 de julho de 2013 em 14:10

    eu vi isso no medo, e me deu preguiça de ler, to vendo agora no minilua… e continuo com preguiça de ler…

  14. Dark J

    20 de julho de 2013 em 13:08

    Vixi! Mario e Luigi, tomem cuidado com essas beliche que vcs compram pra dormir. (vide Paper Mario)

  15. nathália Rodrigues

    20 de julho de 2013 em 12:13

    gostei muito desse conto, agora eu tenho mais motivos ainda para não confiar em beliches. G.G

    • Garota Infernal

      20 de julho de 2013 em 18:11

      Ele não fez cantada por que ela não é bonita o suficiente. Posso lhe fazer uma pergunta, Nathalia? G.G por que? por acaso você é gorda?

      • Matheus S.

        20 de julho de 2013 em 19:20

        Não…só não estava com vontade de “pedreirar”….

    • Matheus S.

      20 de julho de 2013 em 12:35

      Porquê…..foi apenas um conto….

      • Eren Jaeger

        20 de julho de 2013 em 16:51

        o que aconteceu com vc cara?!

      • Lucas Rodrigues

        20 de julho de 2013 em 14:56

        Desistiu das cantadas?

      • Kuzan

        20 de julho de 2013 em 14:18

        não era pra voce dizer algo assim: não gosta de beliches vem dormir na minha cama sua linda

      • Little Uchiha™

        20 de julho de 2013 em 12:43

        Cara, o que houve? Cadê as cantadas?

  16. Nêmesis chapado de maconha e cheirado de cocaína

    20 de julho de 2013 em 11:52

    Quero ver esses espíritos presos tirarem onda com esses presos aqui ó:

    [img]http://bandeirantesonline.com/wp-content/uploads/2012/11/pcc-no-parana1.jpg[/img]

  17. Ana Castro Abreu

    20 de julho de 2013 em 10:21

    ahhh esse conto foi muito bom cara…

  18. Lucas Rodrigues

    20 de julho de 2013 em 09:15

    Ainda bem que li esse conto agora de manhã, confesso que deu um pouco de medo. Gostei da história, parece ser muito real, mas deixou um mistério no ar: De quem era a tal cama?

  19. Rafael Araujo

    20 de julho de 2013 em 01:34

    legal!! por mais que sejamos céticos, algo sempre vai nos prender ao sobrenatural, o medo.

    • Garota Infernal

      20 de julho de 2013 em 18:12

      É… você me prendeu agora.

  20. Trevor

    20 de julho de 2013 em 01:33

    tenso

  21. Mateus Mello

    20 de julho de 2013 em 00:01

    Eu tava ouvindo Cathedral, aí pausei pra tocar a trilha ali… ouvi um pouco e pensei: ah, dá na mesma heheheh
    Legalzinha até a história, mas curta demais.

  22. Lobo Alfa

    19 de julho de 2013 em 23:27

    foda foi ler isso escutando La mantra mori .-.

  23. Black King Mello

    19 de julho de 2013 em 22:59

    Aconteceu algo parecido comigo, só que sem a parte da beliche, da irmã, das escritas e da morte…

    • Estudante

      19 de julho de 2013 em 23:07

      [img]http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2012/03/comentario5PedroEstrella_thumb_149993.jpg[/img]

      • Black King Mello

        19 de julho de 2013 em 23:53

        melhor ser trollado do que tirar print das próprias “trolladas”

        • Andrei Tavares

          20 de julho de 2013 em 14:07

          Cuida bem do meu like!

  24. Little Uchiha™

    19 de julho de 2013 em 22:51

    Ótimo conto, de verdade, eu fiquei tipo:

    [img]http://i.imgur.com/Qpptna5.gif[/img]

    • Estudante

      19 de julho de 2013 em 22:59

      [img]http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2011/08/RedMistSquidward_thumb_101981.jpg[/img]

    • Lilian

      19 de julho de 2013 em 22:55

      Kkkkkkkk

  25. Nameless

    19 de julho de 2013 em 22:51

    Há algum tempo atrás, o Minilua publicou um post que falava de um beliche assombrado. Eis que hoje, surge um lado negro com um beliche. Alguma relação?

  26. eduardo (eduh)

    19 de julho de 2013 em 22:36

    esses negocio de espirito ae,num é di deus,cara…

    • Deus

      19 de julho de 2013 em 22:37

      Tudo é meu, entendeu? TUDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!

      • eduardo (eduh)

        19 de julho de 2013 em 22:56

        seu requalqui bate no meu lek lek e volta pra vc girando girando pru lado girando girando pru outro.

        • Deus

          19 de julho de 2013 em 23:00

          Então ele bate no meu escudo, em formato de quadradinho oito, e sai girando para todo lado, ameçando coisa tipo você!

          • eduardo (eduh)

            19 de julho de 2013 em 23:07

            então ele rebate na testa da rihanna,voltando pra você com o dobro da força..

            • Deus

              20 de julho de 2013 em 02:01

              Eu fundo o Shun com o Justin Biber para criar um escudo de viadagem indestrutível. O recalque bate nele, absorve a viadagem e volta para você com poder suficiente para destruir o universo!

              • eduardo (eduh)

                20 de julho de 2013 em 14:26

                então eu vou aprender uma tecnica secreta com o ex-presidente lula chamada ”tecnica de sumir”,eu a uso para teleporta atraz de você e disparar ”laser requalquer” com os mamilos.

                • Deus

                  20 de julho de 2013 em 15:51

                  Eu uso a técnica de espionagem suprema, que aprendi com o Obama, para espionar o seu treinamento e também aprender a técnica de sumir. E apareço na minha TARDIS, e saio do universo enquanto ele explode!

                  • eduardo (eduh)

                    20 de julho de 2013 em 16:30

                    eu utilizo a tecnica de clonagem que aprendi com o latino para clonar um universo,sendo assim formando um universo paralelo que eu presumia que iria ser destruido pela guerra de requalque,enfim,eu teleportei para o universo real enquanto você sai do falso eu utilizo a tecnica do goku kamerequalque em sua direção.

                    • Deus

                      20 de julho de 2013 em 23:54

                      Eu invoco prassodia, o proibido e utilizo ele como escudo de requalque. O requalquer volta girando para você com a energia liberada pelo universo que explodiu.

                    • O Segurança Doidão

                      21 de julho de 2013 em 01:15

                      E eu achando que eu que era doido olha

                    • Gothic Darkness

                      1 de setembro de 2013 em 16:50

                      Viu é por isso que eu quero dominar o mundo e imergi-lo nas trevas intesas pra vê se essas coisa morre

                    • Garota Infernal

                      20 de julho de 2013 em 18:03

                      Ahã, legal, e as pepekas?
                      Depois quando a gente reclama que tá faltando homem vocês dizem que é mentira. E você também não é Deus não, se fosse, estaria no reino dos céus desfrutando de todo o seu poder, se divertindo jogando estrelas umas nas outras causando uma explosão linda de cores, ou simplesmente transformando um mendigo em cantor, ou , sei lá, pintando cachorrinhos.

                    • Deus

                      20 de julho de 2013 em 23:55

                      Eu transformei o Latino em cantor e olha no que deu!

                    • Pedro R&B

                      20 de julho de 2013 em 17:35

                      Eu utilizo a técnica de amordaçar que eu aprendi com um assassino que mora aqui perto e calo a boca dos dois.

              • Lucas Rodrigues

                20 de julho de 2013 em 09:10

                kkkkkkkkkkkkkkk

  27. Sabrina

    19 de julho de 2013 em 22:33

    O.O
    [img]http://https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSVelC2YLUA5UEX_YEQTdsoBQSPHtUdFV9rv6k1Y1A-DxsOl76lwA[/img]

    • Deus

      19 de julho de 2013 em 22:36

      Pode sim!

      • Garota Infernal

        20 de julho de 2013 em 18:14

        Para Deus nada é impossível, hey, por que eu disse isso?

        • O Segurança Doidão

          21 de julho de 2013 em 01:18

          Sei lá, mil tetas mano

          • Pikachu Girl

            7 de outubro de 2013 em 11:46

            Tetas?

  28. Deus

    19 de julho de 2013 em 22:32

    E eu estou em todos os lugares!

  29. Estudante

    19 de julho de 2013 em 22:32

    Quando eu li o título automaticamente associei a palavra ”negro” a ”presos” .-.

    • Matheus S.

      19 de julho de 2013 em 22:55

      Ou escravos…

      • Estudante

        19 de julho de 2013 em 22:58

        Ou espíritos presos de escravos negros…

        • Matheus S.

          19 de julho de 2013 em 23:05

          Ou espíritos negros de escravos presos….

          • Estudante

            19 de julho de 2013 em 23:08

            Ou negros presos de escravos espíritos…

            • Matheus S.

              19 de julho de 2013 em 23:18

              Ou negros presos de epíritos escravos…

    • Deus

      19 de julho de 2013 em 22:33

      Racista

70 Comentários
Topo