Exemplos de potenciais fantasmas em luzes

Entre a infinidade de curiosidades que tornam o nosso mundo o lugar misterioso que é, uma das mais interessantes são as chamadas “luzes paranormais”. Estas pequenas bolas de luz, geralmente de cor azul, aparecem em uma localidade específica e servem de base para muitos contos assustadores. O que torna este fenômeno tão diferente de outras supostas atividades paranormais é que essas luzes aparecem regularmente e foram fotografadas, filmadas, e até mesmo estudadas por cientistas. Por isso, a sua existência não está em dúvida.

O que eles são, no entanto, é outra história. Alguns insistem que elas são manifestações de energia paranormal, fantasmas, UFOs, ou algum outro tipo de fenômeno de outro mundo, enquanto as pessoas mais céticas afirmam que são exemplos de raio bola, gás do pântano ou simples erro de identificação de tráfego ou luzes de trem. Alguns até sugerem que eles são um subproduto das placas tectônicas, falhas ou alguma outra anomalia geológica, tornando-as ainda mais misteriosas. Seja o que for, ninguém pode negar a sua beleza e natureza exótica, ou o fato de que elas obstinadamente desafiam todas as tentativas de explicar exatamente o que são.




Luzes fantasmas de Gurdon, Arkansas

spooklights1-640x499

A pequena cidade de Gurdon é casa de misteriosas luzes fantasmas que assombram um trecho da estrada de ferro local, cerca de duas milhas fora da cidade. Há atividade há mais de 80 anos, alguns afirmam que é o fantasma de um homem que foi brutalmente assassinado perto dos trilhos em 1931. Outros afirmam que é o fantasma de um empregado da estrada de ferro que caiu nos trilhos e foi decapitado na virada do século, e que a luz é a lanterna que ele está usando, enquanto procura por sua cabeça (Este conto em particular parece servir como base para várias outros ao redor dos Estados Unidos, sugerindo que se trata de uma lenda urbana).

Alguns, no entanto, sugerem que pode ser nada mais do que cristais de quartzo que emitem eletricidade, embora não esteja certo exatamente como ou por que isso acontece. Em qualquer caso, as luzes são melhores vistas em noites escuras e especialmente nubladas, quando, aparentemente, fantasmas são mais propensos a estar rondando. E agora você tem um motivo para visitar Arkansas.




Luzes no cemitério de Silver Cliff, Colorado

spooklights2

Visto pela primeira vez em 1882, estas luzes brancas são raramente vistas dançando em torno de lápides no cemitério católico na periferia desta pequena cidade a oeste de Pueblo, Colorado. O que é interessante sobre essas luzes em particular é que ao contrário da maioria das luzes fantasmas - que geralmente são fenômenos solitários - estas aparecem em grupos de até quatro ou cinco de cada vez. Elas também são consideravelmente menores do que a maioria das outras luzes, que tendem a ser do tamanho de uma bola de basquete.

Como a maioria das luzes fantasmas, no entanto, elas são impossíveis de se perseguir, uma vez que rapidamente desaparecem. As luzes ganharam um grau incomum de fama quando elas foram apresentadas em agosto de 1969 por um artigo da National Geographic, dando-lhe uma espécie de pedigree científico. Embora várias teorias foram propostas para explicá-las, nenhuma delas foi plausível, deixando o cemitério de luzes de Silver Cliff como inexplicável há mais de um século.




Luzes fantasmas da Reserva indígena Yakima, Washington

spooklights3

A esfera esbranquiçada-laranja brilhante que começou a aparecer para guardas florestais e observadores de perto de Toppenish Ridge, no final dos anos 1960, foi a princípio descartada pelas autoridades locais como apenas um truque de luz. Mas tudo mudou quando o oficial de controle de fogo Bill Vogel não só viu, mas levou várias fotos de como as luzes dançavam e corriam por entre as árvores.

O que é mais interessante sobre a luz é que, de acordo com Vogel (que teve a oportunidade de observar os fenômenos através dos binóculos por cerca de 90 minutos antes de finalmente desaparecerem) ela tinha o que parecia ser um rabo de um rato ou antena saliente para cima.

A antena, era segmentada em cores de vermelho, azul, verde e branco, que estavam constantemente mudando de brilho e tonalidade, levando muitos a assumir que era possivelmente mecânica, ou mesmo extraterrestre. Como resultado, logo chamou a atenção da comunidade ufológica e até foi investigado por ninguém menos que o famoso ufólogo J. Allen Hynek, que concluiu que as luzes eram inexplicáveis. Hoje os avistamentos são muito menos frequentes, sugerindo que quem ou o que está por trás das luzes misteriosas pode estar cansado de suas pequenas experiências e se contentou em seguir em frente.

Reaja! Comente!
  1. Luiz Gustavo

    27 de outubro de 2015 em 15:42

    eu nao acho que sao fantasma

  2. gui26

    6 de outubro de 2014 em 17:21

    Da hora, esse é interessante

  3. Luiz Eduardo Araújo Oliveira

    6 de outubro de 2014 em 16:07

    como uma post desse está na categoria assustador ?
    ta mais para curiosidades

  4. Angie

    4 de outubro de 2014 em 02:35

    putz quase tive um ataque do coração quando aqueles olhos apareceram ali do lado kkkk

  5. Márcio Rogério

    3 de outubro de 2014 em 19:20

    Isso se chama “sujeira na lente”, hoje todo mundo sabe que o flash faz a poeira brilhar na hora da foto, o resto é conversa pra não passar pelo único que não está vendo nada. Mesma historia da roupa do Rei que ninguém via, mas todos diziam que viam.

  6. VanDrak SubZero

    2 de outubro de 2014 em 12:17

    Quer dizer que só porque ele é um fantasma, ele tem que ver no escuro?
    Deixem os pobres usarem a lanterna vei :p

  7. Ricardo

    2 de outubro de 2014 em 11:49

    Fantasmas não, mas quem sabe ETs

  8. Ruth Borges

    2 de outubro de 2014 em 09:55

    “É o fantasma de um empregado da estrada de ferro que caiu nos trilhos e foi decapitado na virada do século, e que a luz é a lanterna que ele está usando, enquanto procura por sua cabeça ”
    Se ele está procurando a cabeça dele ..é porque ele foi decapitado. Então ..como ele irá enxergar!!!

    • Ricardo

      2 de outubro de 2014 em 11:47

      Explicação: Não são fantasmas, são OLNIs (Objetos Luminosos Não Identificados). Ou talvez seja ET Bilu pregando uma peça

      • Ruth Borges

        3 de outubro de 2014 em 09:06

        são coisas que o nosso cérebro dá a forma que ele desejar ..
        deve ser i Bilu então, “procurando a graça”.

  9. Logan

    2 de outubro de 2014 em 09:23

    Pena que não fiz parte dessa sala de aula…
    [img]http://insanos.com.br/images_posts/posts_30_09/como_se_estuda.jpg[/img]

  10. chapolim do mal

    2 de outubro de 2014 em 08:59

    Isso pode ser tanta coisa tipo falhas na câmera, poeira, manchas na tela, problemas de vista ( em casos de presenças vistas a olho nu) e muitas outras coisas que não precisam ser fantasmas ou ovinis.

  11. Luís Felipe

    2 de outubro de 2014 em 00:35

    Luz de cu é rola.

  12. Terrorista

    2 de outubro de 2014 em 00:05

    Ow muay thai, chuta o tambô aqui.

  13. Match

    2 de outubro de 2014 em 00:00

    A minha mãe conta que quando ela tinha uns 17 anos, onde ela morava apareceu um luz, que fico seguindo pela estrada de chão. no que ela conta apareceu a luz numa certa noite quando eles estavam voltando da casa de um vizinho( isso é na colonia,e la o vizinho que mora perto fica a pouco mais pouco menos de 1 km) aquela luz apareceu no meio da rua, a principio acharam que fosse uma moto, mas não era aqui apareceu ando um tempo pela rua depois sumiu, e apareceu de novo. Isso o que minha mãe conta, eu ate acredito, pois ja vi varias coisas estranhas la, um dia “sepa” gravo e mando pro minilua.

    • Adriano Saadeh

      2 de outubro de 2014 em 07:43

      bem tenso isso dae hein

  14. Rodrigo Duarte

    1 de outubro de 2014 em 23:33

    Acho que eu vi o ET Bilu escondido num arbusto da imagem 3.

  15. Fantasma Renegado

    1 de outubro de 2014 em 23:17

    Esses fantasmas aí são muito frouxos. Se querem assustar, mostrem a cara nas fotos, pô, vão ficar de boiolagem com lanterninha?

  16. Andrew Rox

    1 de outubro de 2014 em 23:05

    [img]http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2014/10/spooklights2_302138.jpg[/img]

    Passei o dedo pensando que era sujeira no monitor.

    • Kuzan

      2 de outubro de 2014 em 14:19

      É sujeira na lente da câmera.

  17. arthur mendes

    1 de outubro de 2014 em 22:56

    Pra mim não é porra nenhuma

  18. DCemblemático

    1 de outubro de 2014 em 22:51

    “There’s something strange in the neighborhood
    Who you gonna call?
    Ghostbusters!
    There’s something weird and it don’t look good
    Who you gonna call?
    Who you gonna call?
    Come on
    You’re seeing things running through your head
    Who you gonna call?
    Ghostbusters!
    An invisible man sleeping in your bed
    Who you gonna call?
    Ghostbusters!
    Oh yeah”. He-he-he

  19. Jeff Dantas

    1 de outubro de 2014 em 22:17

    Ai.. essas pessoas que vão em cemitério viu? Vou te contar! hehehe http://luadesangue.com/wp-content/uploads/2014/10/spooklights2_302138.jpg

    • Adriano Saadeh

      2 de outubro de 2014 em 07:43

      bons tempos de invadir o cemis na madruga né Reinaldo!?
      huaHUAhuaHUAhuaH

    • DCemblemático

      1 de outubro de 2014 em 22:43

      Nem fala, esses góticos malucos :v he-he-he

      • Jeff Dantas

        2 de outubro de 2014 em 14:08

        Ah, diga isso, góticos são amigos! heheheheh

  20. Truta Limão

    1 de outubro de 2014 em 22:09

    Legal, mas eu esperava mais…

27 Comentários
Topo