Contos Minilua: Sonho Oculto #232

Contos, matérias, desenhos, enfim! Sinta-se à vontade a participar. O e-mail de contato: [email protected]! A todos, uma excelente leitura!




Sonho Oculto




Por: H.A

6 horas da manhã

Desperta o celular! E, em meio ao ruído seco do aparelho que recarrega a cabeceira da cama, desperta meu corpo. Olhos estalados, sensação estranha, corpo gélido, resultado da última noite fria e chuvosa.
Estou acordado!

Meu corpo está… Mas minha mente está presa ao que acabara de acontecer.
Olho ao redor, meu pequeno quarto ainda escuro se revela. Pela janela que se encontra ao meu lado direito observo o dia cinza e úmido. Mas algo me incomoda.

Embora o amanhecer penetre pelo vidro, meu quarto está escurecendo. Sinto, enquanto me movo de um lado a outro, meus movimentos ficarem extremamente lentos. Efeito slow motion! Ouço gemidos de dor, minhas costas estão molhadas. Cheiro de sangue. Mas não há sangue.

Meu irmão dorme tranquilamente na cama de baixo. Quem murmura agonizando? A voz é familiar… Sim, sou eu! Mas a voz ecoa na minha cabeça, e junto com a dor mortal, sinto que agonizo junto com o som humanamente inaudível. Eis que meu subconsciente retorna ao que acabara de ocorrer momentos antes.

No chão, deitado próximo a algo que parece ser um meio-fio. Estouros seguidos! Há outro alguém no local. Dor insuportável, com a mão direita sobre o abdômen e a esquerda apoiada no asfalto. Sangue, muito sangue. A dor aumenta.

Mesmo aparentemente acordado, vejo tudo aquilo como um filme ao meu redor. Vozes na cabeça, minhas vozes, repetem uma frase:

Estou morrendo! Tudo começa a ficar lento. Minha respiração, meus movimentos sobre a cama, meus batimentos. Sinto estar morrendo junto com o individuo indescritível do sonho! Murmuro! Agonizo! Então, finalmente acordo!

Olho no relógio logo acima, 06h15min da manhã. Tudo parece me incomodar. O sonho, os sentimentos reais, a dor, as vozes. A única coisa que lembro é a única coisa que não esqueci pelo resto do dia. O sonho foi mais longo, pois me recordo de alguma historia antes do fatídico fim. O que fez apagar tudo que ocorreu me intrigou ainda mais. A resposta para o que aconteceu comigo naquela manhã estava no inicio de todo o pesadelo. Eu sei que sim!

O dia decorre normal como qualquer terça-feira de trabalho. Rotina cansativa, estressante, entediante, comum. Antes do retorno ao lar, tenho o curso. Como sempre normal, mais uma hora de minha vida se passa, mais uma longa caminhada até chegar em casa. Cansado, abro a porta. Estressado, me desfaço da mochila, jaqueta, blusa. Sentado, coloco as mãos à cabeça. Minha mãe pergunta:

Cansado filho? – normalmente dirigem-se a mim em frases curtas dessa forma. Com a cabeça, aceno. Não concordando, muito menos discordando. Apenas aceno. Dessa forma, me calo, sentado sobre o pequeno sofá entre a sala de estar e de jantar.

Então, como que um turbilhão de imagens, eis que o sonho volta a me perturbar. Olho para o piso branco. Imagino o vazio. Tento por todas as formas recordar de todo o pesadelo, do inicio do maior incomodo que senti até agora na minha vida. Simulo o sono REM, numa tentativa tola de conseguir algum êxito. Movimento meus olhos rapidamente, o som ensurdecedor vindo do quarto do meu irmão começa a diminuir. Parece que estou adormecendo, abaixo a cabeça entre minhas pernas, fecho os olhos.

Então surge uma imagem! Uma criatura, um ser, olha fixo pra mim, sorriso no rosto, face horrenda. Levanto-me!

‘’Isso é fruto da minha imaginação!’’ – penso.
Minha mãe resolve perguntar mais uma vez se estou bem. Decido contar, mas ela me responde da forma que menos queria. Doutrinas cristãs.

Com olhar vago, caminho pela cozinha. Como algo. Afasto-me. Aqui estou!
Ainda sem respostas…

Terça-feira, dia 25 de setembro de 2012.

Reaja! Comente!
  1. André Silva

    13 de fevereiro de 2015 em 00:51

    Não entendi nadinha, acho que cochilei no meio do conto, vou ter que ler de novo…

    • Greengineer

      13 de fevereiro de 2015 em 10:06

      Cuidado para não ter o mesmo sonho enquanto cochila…

  2. Jeff Dantas

    12 de fevereiro de 2015 em 23:33

    PS: Quem quiser, pode mandar matéria também. 🙂 Ou desenhos, se preferir… 🙂

  3. Caciano Genz

    12 de fevereiro de 2015 em 23:22

    Continua?

    • Jeff Dantas

      12 de fevereiro de 2015 em 23:24

      Talvez sim, talvez não.. depende do autor. 🙂

  4. TKD kyosanim

    12 de fevereiro de 2015 em 23:18

    [img]https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTzorM-x2pKgWIAIcnBmpHH99d21850fiiLArMqRC_5ehpjhNWp[/img]

    Quando dormimos o nosso espirito precisa se libertar do corpo, o espirito esta preso no corpo atraves de um cordao fluidico, fazendo com que seja possivel viajar para varios mundos espirituais duranto o sono, vivemos uma vida carnal e espiritual ao mesmo tempo, mesmo assim nao temos memoria total de onde fomos, durante o sono, apenas alguns residuos de memoria, devido a limitacao do corpo fisico. Atualmente eu estudo a fundo o tema “Viagem Astral”, ou seja, vc estara apto a viajar nos mundos espirituas, mas de forma consciente, existem algumas tecnicas para o desdobramento, eu tive varias experiencias fora do corpo fisico, lembro-me da minha primeira experiencia, tinha 17 anos na epoca, eu estava deitado, em um silencio quase absoluto em meu quarto, estava consciente e muito relaxado, depois comecei a sentir formigamentos na minha coluna , apos algum tempo comecei a flutuar em cima do meu corpo fisico, fiquei inicialmente apavorado, mas apos, alguns longos minutos flutuando pelo quarto, consegui retornar ao meu corpo. Lembre-se de quando vc sai do corpo consciente , vc vai ver espiritos bons e ruins, e caso vc queira explorar ao redor, pode se tornar uma pessima experiencia, portanto NAO recomendo que tentem sem um estudo intenso e uma grande preparacao para isto.

    * Quem se interessar tem um link de video, a respeito dos “perigos da Viagem Astral”

    https://www.youtube.com/watch?v=DwNRn7yd2tQ

    Este planeta,eh apenas uma experiencia temporaria, para o nosso verdadeiro mundo : “O mundo espiritual”

    • Blue

      13 de fevereiro de 2015 em 00:50

      é possível controlar os sonhos, quero tentar um dia, nunca entendi o que são sonhos, se são viagens, coisas da nossa cabeça, nossa alma se manifestando, não sei o que são, mas são interessantes, talvez eu vá seguir o coelho e me aprofundar no assunto, ou não, me parece meio estranho, minha consciência controlada e cuidadosa está me dizendo pra não ir porque é perigoso, meu coração intenso e aventureiro está me mandando pular no buraco pra ver o que tem no fundo, não sei o que fazer, esse assunto me assusta e interessa ao mesmo tempo.

    • Garota Infernal

      12 de fevereiro de 2015 em 23:36

      É, legal.

    • TKD kyosanim

      12 de fevereiro de 2015 em 23:19

  5. Garota Infernal

    12 de fevereiro de 2015 em 23:05

    Isso me parece mais com esquizofrenia, interessante.

  6. Gabriel Frigini

    12 de fevereiro de 2015 em 23:02

    tenho medo =o

  7. Jeff Dantas

    12 de fevereiro de 2015 em 22:53

    Sabe, as vezes, eu fico pensando: Seriam os sonhos premonitórios? 🙂

    • Pensador Alternativo

      15 de fevereiro de 2015 em 15:04

      Às vezes me pergunto o mesmo

    • NickPark

      14 de fevereiro de 2015 em 18:13

      Eu não sei se é pura coincidência, mas muitas vezes eu tenho sonhos normais com nada de assustador nem fantasioso, um sonho normal. E o incrivel que às vezes eles acontecem. O mais incrível (para mim) é que esses sonhos eu lembro perfeitamente. Não sei se é minha imaginação. Ou são premonições mesmo. Mas tem alguns sonhos que eu tenho que eu lembro nunca acontecem. Por isso eu acho que sim são premonições

    • Kuwabara

      13 de fevereiro de 2015 em 01:07

      Não acredito muito nisso de sonhos premonitórios, normalmente eu sonho que estou em minha casa mais na verdade é um lugar totalmente diferente mais como no sonho eu sou um pouco retardado dai fico de boa..

    • Blue

      13 de fevereiro de 2015 em 00:54

      Depende, algumas pessoas tem essa habilidade, outras não, ás vezes tenho sonhos premonitórios, mas são raros, na maioria das vezes sonho com coisas aleatórias e sem sentido.

    • Caciano Genz

      12 de fevereiro de 2015 em 23:23

      acho que não jeff, mas sei la, só tenho sonhos sem nexo..

    • Garota Infernal

      12 de fevereiro de 2015 em 23:01

      O jeito que você comenta me faz rir, soa como o que Patrick Bateman diz antes de matar as pessoas, sabe? Parece meio aleatório.

      • Jeff Dantas

        12 de fevereiro de 2015 em 23:04

        Hhahaahha eh que tem muita gente me chamando. 🙂 No Face, no Whatsapp.. Dai, fica meio corrido… 🙂

        • Garota Infernal

          12 de fevereiro de 2015 em 23:06

          Mais que coisa, não?

          • Jeff Dantas

            12 de fevereiro de 2015 em 23:10

            Né? Em todo caso, eu adoro falar com vocês. 🙂 ^^ PS: Precisando, podem contar comigo… 🙂

21 Comentários
Topo