Contos Minilua: Um beijo no coração #2

E antes de começarmos, gostaria de agradecer a todos os leitores do site. Saibam, de antemão, que é muito bom contar com vocês. Mensagem dada, vamos ao texto de hoje. Preparados? Uma boa leitura!

Contos Minilua - Um beijo no coração

Bem, e para vocês, que desejam participar, tome nota: Envie agora mesmo o seu texto. Os melhores, no caso, serão selecionados por nossa equipe, e postados aqui mesmo, no Minilua. Um forte abraço, e até mais.

E-mail de contato: [email protected]




Por: Birdy L.

A seguinte história, meu mais que caro leitor, é tudo o que o título não deixa transparecer. Se tu queres a narrativa de um romance, podes abandonar desde esta sentença o escrito que tens perante de ti. Mas caso tenha abandonado de bom grado seus frívolos desejos, prossiga e imagine isso:

Uma noite mais escura do que as comuns, o céu coberto por frondosas nuvens, a lua ausentou-se de testemunhar os terrores que as implacáveis últimas horas da noite encerram. Guio-te agora até um bar, um ambiente escondido, porém, não lúgubre – ao menos, não em si mesmo, ainda que as almas ali dentro talvez o sejam.

Um homem se aproxima da bancada; ele se veste bem, estranhamente está de luvas, e não desagrada à vista, tem um olhar ferino e à caça, que recai detidamente em uma jovem. A garota é maior de idade, embora sua aparência quase infantil pareça rechaçar o que o registro de nascimento indica, ela quase não tem curvas, seus cabelos lisos e loiros acariciando os ombros da dona, seus olhos de um azul escuro e profundo. Ela está só, lê um livro, a história parece não ser boa, pois ela ergue a cabeça várias vezes, procurando melhor distração, ou talvez uma história própria para viver.

- Moça, a Srta. é tão bela, que ali ao longe meu único pensamento foi o quanto eu gostaria de tocar seu coração, talvez até com meus próprios lábios.

Ele deu um sorriso com o canto dos lábios, um sorriso charmoso para todos os efeitos.

A moça deu outro sorriso em retorno.

- E qual o nome do Sr. Metafórico?

O homem olhou por cima dos ombros, depois olhou novamente para a moça e oferecendo a mão respondeu:

- Carlo. Carlo Esteves… Sua vez agora!

- Paola Lecter.

A partir dessa apresentação leitor, tu podes imaginar que futilidades foram dialogas e a quantidade de álcool que a levou a aceitar o seguinte convite:

- Por que você não vem comigo até minha casa? É próxima, e o bar está prestes a ser fechado, mas a noite não precisa ser encerrada agora.

Eles partiram. Eu testemunhei, enquanto ele guiava a ignorante jovem por um caminho um tanto solitário e umbroso. Seus passos silenciosos adentraram numa praça abandonada.

De repente, a moça pareceu aguçar seus sentidos para o lugar em que se encontrava e para um sentimento intangível. Ela interrompeu sua marcha.

- Sua casa é atravessando este lugar?

- Ah, sim, estamos muito perto.

- Talvez eu devesse ir pra casa. O sol não se demora e eu tenho muito que fazer.

Os olhos dela relampearam com um pressentimento angustiante, que se abrandaram um pouco quando ele falou:

- Oh, minha querida. Se você for para casa e me deixar, como eu poderei beijar-lhe o coração?

- Meu coração já lhe pertence, querido, mas devo partir.

- Não partirá! – ele respondeu, com uma suavidade afetada.

- O quê?

E então, ele desvendou uma adaga de dentro de suas roupas e plantou-a no peito da jovem.

Ela não teve tempo de gritar ainda em vida e nem mesmo seu coração agora podia manifestar qualquer oposição à entrega da vitalidade da infortunada jovem para a morte; uma vez que o homem encerrava o coração dentro de suas próprias palmas.

Ele suavemente tocou-o com os lábios, cheirou-o… Em seguida, vinha a parte do seu ritual repetido tantas vezes antes em que ele devorava o coração da vítima, mas não dessa vez… Dessa vez, uma viatura da polícia passou ao longe e ele largou o órgão da moça e saiu da cena.

-x-

Ah, mas lá vai o homem novamente. Sim, é ele mesmo. Pro mesmo bar – um mês depois da sua última conquista, do seu ritual frustrado. Aproxima-se novamente da bancada, percorre o local com os olhos, pede uma bebida. Mas essa noite, ele não terá chance de escolher uma vítima, a vítima o escolherá e ela se aproxima. Uma loira, sem muitas curvas, não muito diferente da última… Na verdade, espantosamente parecida com a última, a única diferença eram os olhos incrivelmente rubros. Ele a observa se aproximando, seu coração se acelera, mas logo, ele toma as rédeas das suas reações corpóreas: “pode ser uma gêmea, ou eu posso estar imaginando coisas, bebi muito aquela noite”. É, por que não culpar a bebida ao invés de encarar o que está bem na sua frente, não é, leitor?

- Olá. – a loira respondeu todos os músculos do seu rosto transmitindo apenas interesse, porém reconhecimento algum.

- Oi.

- Meu nome é Florence. Como você se chama?

- Carlo.

- Então, Carlo. Você me pagaria uma bebida?

- É claro.

Os dois engatilharam uma conversa descontraída e fácil…

- Olha, eu queria – simplesmente – beijar seu coração! – ele anunciou ao fim da noite.

- E o que te impede? – ela indagou erguendo a sobrancelha esquerda.

Ele sorriu.

Guiou-a para fora do bar, sua mão na cintura dela, eles adentraram no mesmo caminho que ele percorrera tantas vezes antes, com tantas outras moças, que se passaram pela mesma tragédia que esta haveria de passar agora.

Quando ela desviou a face do rosto dele por alguns segundos, ele tomou a adaga e enfiou-a no peito dela, tirou o coração…

Beijou-o. Cheirou-o. Mordeu-o.

E quando um naco do órgão foi arrancado ele viu que o coração estava recheado de larvas. Ele as sentia movendo-se na sua boca, tentou cuspir; mas nesse momento, uma mão gelada e ferrenha tampou lhe a boca e ele viu diante de si a mulher que ele acabara de matar.

- Você não se lembra de mim? A carne que o demônio toca com as mãos apodrece, sabia? Porém o demônio tem a vantagem de ser ele mesmo feito de um material, cuja sua maldade não faz perecer. Seus lábios tocaram meu coração… Eu preciso de outro saudável para continuar a viver.

A boca do homem estava escancarada como se prestes a gritar, mas nenhum som saiu – como se a voz dele tivesse virando um ente a parte que temesse a situação em que se encontrava. Contudo, seus olhos gritavam fortemente.

Ela o subjugou, levantando a cabeça pelo cabelo e batendo-a forte contra o chão, rendeu o corpo dele debaixo do seu com uma força sobrenatural, cada joelho por cima de um braço; depois, pegou a adaga que ele usara para abrir seu próprio peito e desenhou o símbolo de um coração na testa do homem. A vítima que virou caçadora puxou a língua dele e desprendeu-a do corpo a que pertencia dizendo que “nenhuma língua deveria ser usada no processo de jogar mentiras no mundo”. Por fim, ela arrancou a blusa do homem e desenhou um traço vertical e superficial em seu peito com a adaga.

- Um rascunho! – ela informou sorrindo. A voz de Carlo encontrou caminho e ele emitiu alguns sons aflitos e inteligíveis. E então, ela passou a adaga mais uma vez sobre o traço, rasgando a carne mais profundamente. Ela passou o indicador pela ferida uma vez de baixo para cima, e iniciou o mesmo movimento de cima para baixo, mas parou com o dedo encima do ponto onde se localizava o coração de Carlo, enfiou a mão pálida dentro do corpo dele e arrancou o coração a princípio pulsante e desesperado, agora morto… E alocou-o já silencioso dentro do seu próprio peito.

Em seguida, a jovem passou um dedo pelo ferimento que Carlo desferira em seu corpo, que passou a ser apenas uma lembrança. Sua carne estava tão lisa quanto o fora no dia do seu nascimento. Ela ergueu-se inabalável na sua satisfação, limpou a terra das vestes e partiu – sem olhar pra trás uma única vez -, cada movimento uma dança de eloquente satisfação, veio até mim, segurar a mão do seu mestre. 

Reaja! Comente!
  1. Prii Tomé

    14 de janeiro de 2013 em 18:38

    Eu curtii, gosto do jeito que o autor escreve…

  2. Erissa Darfis

    20 de agosto de 2012 em 15:42

    O Minilua deve ter muito mais acessos que o G1 ou o globo.com . Se existe um bom site é esse,pois um respeita a opinião do outro,não há ofensas e os posts são incríveis!Eu acesso todos os dias,e o que mais gosto são as creepypastas!

  3. Elizeu Santos

    12 de agosto de 2012 em 15:32

    eaw foi muito massa

  4. Gabí Fraga

    14 de julho de 2012 em 19:12

    Interessante e sinistro

  5. Gaby

    12 de julho de 2012 em 22:48

    Gostei *_*

    • Naked Snake

      13 de julho de 2012 em 00:54

      Eu gostei também, mas foi de você *___*

      • Yuse Cool

        13 de julho de 2012 em 08:57

        Cantada ein…

  6. Weon Kenedi

    12 de julho de 2012 em 22:13

    QUEIMA TUTO CHESSSSUSSSS!!!!!

    • Yuse Cool

      13 de julho de 2012 em 08:57

      METEORO DE PEGASUS!!!

  7. The little PAULA

    12 de julho de 2012 em 21:18

    Vou enviar outro conto meu pra cá, a história já está pronta na minha mente só falta eu a escrever!

  8. Um qualquer

    12 de julho de 2012 em 21:15

    Ótimo conto gótico! Parabéns!

  9. Wagner

    12 de julho de 2012 em 20:59

    Gostei. A autora está de parabéns 🙂

  10. The little PAULA

    12 de julho de 2012 em 20:09

    Mais um conto da Birdy L, muito foda adoro, e pra quem não sabe (ou não se lembra) a Birdy L já postou um conto aqui no minilua, se eu não estou enganada, eu acho que é a mesma pessoa, até o estilo de escrita é a mesma, os contos dela são bem mórbidos. 

    • Moda Foca

      12 de julho de 2012 em 20:51

      As cópias que ela faz são bem fodas, não?

      • The little PAULA

        12 de julho de 2012 em 21:17

        sério que não é ela que escreve?! que safada, bom pelo menos o conto que eu enviei aqui no minilua fui eu mesma que criou! quem criou!

        • Moda Foca

          12 de julho de 2012 em 22:54

          Não sei quem criou, só lembro que vi isso em algum lugar, deve ser um deja vu XD

          • The little PAULA

            12 de julho de 2012 em 22:55

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkk. deve ser então!

        • Joyce Neves

          12 de julho de 2012 em 22:09

          Conheço a autora e posso assegurar pra você q o texto é autêntico. ^^

          • The little PAULA

            12 de julho de 2012 em 22:18

            Ufa que alivio, já ia ficando decepcionada!

  11. Son Goku

    12 de julho de 2012 em 20:02

    Lendo a 1ª parte:Esse conto tá parecendo o Jack o Estripador fundido com um canibal. Lendo a 2ª parte:Sai Tinhosoooooooooo!

  12. Superpato

    12 de julho de 2012 em 19:59

    Ótimo texto! E não é um conto romântico, como quase todo mundo tá pensando…

  13. Mr E

    12 de julho de 2012 em 19:17

    O conto até que é bom, mas… Uma mulher lendo um livro em um bar? Que lugar calmo, quieto, perfeito para a leitura, não é mesmo?

    • Yuse Cool

      13 de julho de 2012 em 08:56

      Concordo eu costumo ler livros perto de aeroportos porque lá há mais silêncio…

  14. Perry

    12 de julho de 2012 em 18:57

    Gostei @_@ .

  15. Eduardo (Edward Mãos de Tesoura)

    12 de julho de 2012 em 17:48

    esses assassinos precisam de ensinamento ! eu gosto quando vem post sobre o minilua que tipo os leitores que fazem a matéria 🙂

  16. Psycho The Cat

    12 de julho de 2012 em 17:14

    Cumpridinho… lerei depois. / …….[*A época dos mitos ficou para trás, hoje são motivos
    para anedotas. Rituais pagãos não os trarão bens materiais, ilusório bem estar
    ou enfraquecimento de entidades maléficas. Neste 13/07/2012 deixem os GATOS
    PRETOS EM PAZ.]

  17. Jasce Honorato

    12 de julho de 2012 em 17:07

    Vou enviar um dos meus XD

    • Harima Kenji

      12 de julho de 2012 em 21:01

      É sobre o que?

      • Jasce Honorato

        12 de julho de 2012 em 23:26

        Normalmente são de terror. Porque, estranhamente eu gosto de escrever sobre coisas que me assustam O.o

    • Psycho The Cat

      12 de julho de 2012 em 17:15

      Lerei. 😎

      • Jasce Honorato

        12 de julho de 2012 em 17:19

        Jesuis os e-mails do Minilua voltaram a funcionar!!!! ^^ Ah, eu fiz um desenho da Pam versão Cat, acho que você iria gostar XP

        • Psycho The Cat

          12 de julho de 2012 em 17:24

          Quero muito ver! 😎

          • Jasce Honorato

            12 de julho de 2012 em 17:35

            Eu postei aqui, daqui a pouco aparece…espero XP

          • Jasce Honorato

            12 de julho de 2012 em 17:29

            Esse aqui (não sou muito boa em desenhar mãos): [img]https://mail-attachment.googleusercontent.com/attachment/?ui=2&ik=df99d28e63&view=att&th=1387ce16ae11b02d&attid=0.1&disp=inline&realattid=f_h4kajsrb0&safe=1&zw&saduie=AG9B_P-22kvRzv43PM_KyNrlNRea&sadet=1342124968858&sads=s7KBpbMuZrpG_Pj27E4fpOcbtyw[/img]

  18. Kairos

    12 de julho de 2012 em 16:36

    otimo texto muito canibal deu ateh um arrepio XD

    • Raposa Pedreira

      12 de julho de 2012 em 16:54

      depois de nadar em uma agua tão gelada pra ver a mãe não esperava q vc se arrepiaria

      • Kairos

        12 de julho de 2012 em 17:21

        eu jah me acostumei nem arrepio mais por causa de frio soh por medo ‘-‘

  19. Claire Redfield

    12 de julho de 2012 em 16:36

    Então…. ela é um zumbi?!

    • Yuse Cool

      13 de julho de 2012 em 08:55

      Ela é mais um demonio zumbi reencarnado

    • Raposa Pedreira

      12 de julho de 2012 em 16:49

      acho que ela fez um pacto com o coisa ruim

    • Kairos

      12 de julho de 2012 em 16:39

      talvez ela seja um fantasma ou tenha posto seu coraçao de volta ‘-‘

  20. Iron Man

    12 de julho de 2012 em 16:31

    palavras ¬¬

    • Kairos

      12 de julho de 2012 em 17:44

      sao feitas de letras ¬¬

  21. Raposa Pedreira

    12 de julho de 2012 em 16:27

    por isso garota, suspeitem se um cara disser que quer roubar seu coração

    • Claire Redfield

      12 de julho de 2012 em 16:39

      Aprendi isso há um tempo. Mas,é um bom conselho,Shura. o/

      • Raposa Pedreira

        12 de julho de 2012 em 16:50

        Aprendeu como ?? O_o

        • Claire Redfield

          12 de julho de 2012 em 16:59

          Raccoon City…

          • Yuse Cool

            13 de julho de 2012 em 08:53

            KKKKKK

  22. Rita Salgado

    12 de julho de 2012 em 16:26

    coisa chata…

  23. Naked Snake

    12 de julho de 2012 em 16:24

    • Pedrão e as batata

      12 de julho de 2012 em 18:52

      a dupla mais famosa do minilua

  24. Mauricio P. Rodrigues

    12 de julho de 2012 em 16:23

    E no próximo conto ”Molhadinha na Laje”  a história de uma garota que tomou chuva.

  25. Harima Kenji

    12 de julho de 2012 em 16:22

    Pensei que fosse um conto erótico kkk …

    • Yuse Cool

      13 de julho de 2012 em 08:52

      So se ficar excitado com mortes e orgãos fora do corpo

    • Bruno Melo

      12 de julho de 2012 em 16:24

      Fapper lvl: 100

      • Raposa Pedreira

        12 de julho de 2012 em 16:25

        ta chamando ele de iniciante?

  26. Super

    12 de julho de 2012 em 16:22

    sem tempo para ler a historia.. 

  27. jeff zika Mc

    12 de julho de 2012 em 16:20

    Beijo no coração me da tesão!

    • Kairos

      12 de julho de 2012 em 16:38

      esse tipo de beijo nao…

  28. Mauricio P. Rodrigues

    12 de julho de 2012 em 16:18

    Palavreado altamente complexo para meu minúsculo Q.I. de -7895

    • Kairos

      12 de julho de 2012 em 16:44

      meu deus todos saudem o einstein do minilua ~~le me ajoelhando~~

      • Mauricio P. Rodrigues

        12 de julho de 2012 em 17:17

        Vocês viram o simbolo de negativo antes do número né?  acho que não entenderam a piada kkk

        • Kairos

          12 de julho de 2012 em 17:21

          eu vi e eh por isso msm q to sendo ironico u.u’

          • Mauricio P. Rodrigues

            12 de julho de 2012 em 17:23

            Quem não entendeu fui eu,tá vendo,é culpa do Q.I.  KkKk

            • Kairos

              12 de julho de 2012 em 17:44

              kkkkkk

    • Raposa Pedreira

      12 de julho de 2012 em 16:20

      então vc é o mais inteligente do minilua u_u

      • Mauricio P. Rodrigues

        12 de julho de 2012 em 16:21

        A coisa tá tão feia assim? Vish

        • Raposa Pedreira

          12 de julho de 2012 em 16:48

          falando serio, fiz um teste na internet quando tinha 12 anos e deu 130 de q.i

          • Black King Mello

            12 de julho de 2012 em 17:10

            Quem acredita nos testes de Q.I da internet perdem 10 pontos de Q.I no teste da internet…

  29. Metalborn (saudades do ano passado)

    12 de julho de 2012 em 16:18

    Contos românticos são tudo que eu precisava agora ¬¬

    • Moda Foca

      12 de julho de 2012 em 20:47

      Oque precisava mesmo era ler o texto antes de comentar…

    • Raposa Pedreira

      12 de julho de 2012 em 16:37

      romantico? é noque da só ler o titulo

      • Metalborn (saudades do ano passado)

        12 de julho de 2012 em 16:46

        Eu cheguei até a ler uma parte para ter certeza que não ia falar bobagem e li uma parte romântica, só depois de ler uns comentários que eu percebi que não é bem assim, mas oque eu disse ali em cima não muda……. nunca lerei u.u

    • Kairos

      12 de julho de 2012 em 16:35

      nao eh romantico ¬¬

    • Harima Kenji

      12 de julho de 2012 em 16:21

      Era tudo que eu precisava agora ¬¬ ²

  30. TENSEI

    12 de julho de 2012 em 16:18

    linguagem arcaica? isso ta em português de portugal!

    • Yuse Cool

      13 de julho de 2012 em 08:50

      Problem?

    • Fernanda Baptista

      12 de julho de 2012 em 19:08

      Eu gostei do estilo de escrita dele(a) ^w^

    • Bruno Melo

      12 de julho de 2012 em 16:18

      Pois é

  31. Bruno Melo

    12 de julho de 2012 em 16:18

    Nemly e…

    • Goku

      12 de julho de 2012 em 16:37

      nemlerey

    • Metalborn (saudades do ano passado)

      12 de julho de 2012 em 16:19

      Num Ka Lerey

  32. Me Obrigue

    12 de julho de 2012 em 16:15

    parei no titulo..

    • Fernanda Baptista

      12 de julho de 2012 em 19:07

      Apesar do título, o conto não é  meloso nem ”romântico”.

      • Robb Stark

        12 de julho de 2012 em 19:17

        É muito melhor q se fosse…   (na minha opinião)

        • Fernanda Baptista

          12 de julho de 2012 em 22:31

          Também acho.

96 Comentários
Topo