Contos Minilua: A vigilante #29

E antes de continuarmos, gostaria de agradecer por cada conto enviado. Acreditem, vocês são os melhores. Uma ótima leitura!

                                                            A Vigilante

Por: Amanda Menezes

Ela sempre adorou desenhar. A minha irmã. Ela é muda desde o nascimento, e é assim que se manifesta. Ela desenha muito bem, desde pequena se destacava nas aulas de arte. Nossos pais morreram há dois anos, e como sou maior de idade, a guarda é minha. Eu a amo muito, e faço de tudo para fazê-la feliz. Recentemente, nos mudamos para uma casa nova.

Digamos que numa manhã de sábado, recebemos um pacote em casa. Havia uma boneca de pano muito bonitinha, cabelo e olhos escuros, pele muito branca. Surpreendentemente, estava endereçado à minha irmã. Eu estranhei, não havia remetente, mas era só uma boneca, o que havia de mal?

-Katy,venha ver o que chegou pra você!-Eu gritei da cozinha, enquanto fazia o café. Ela veio correndo e soltou um sorriso enorme quando viu a boneca. -Mandaram pelo correio, vá brincar com ela! - Ela pegou a boneca e correu para o quarto.

Ela ficou a manhã inteira brincando com a boneca e desenhando, só parava para comer. Era bom vê-la se divertindo, ela raramente ganhava alguma coisa.

Na hora de dormir, ela estava na cama como normalmente, e escreveu num papel: “A Nana disse que me ama.” Eu achei estranho, mas pensei: “Ela deve gostar da boneca”.

- Sim, eu e ela te amamos muito. -Eu disse. Eu a beijei na bochecha e a deixei dormir.

No dia seguinte ela acordou assustada. “Eu tive um pesadelo, sonhei que a Nana me sufocava!” Escreveu ela.

-Vai ficar tudo bem. -Eu disse, tranquilizando-a.Quando passei a mão no cabelo dela,vi que em seu pescoço haviam marcas roxas,de mãos.Eram mãos de adulto,parecia mesmo que haviam apertado,mas eu não falei nada para não assustá-la. Mais uma vez, minha irmã passou o dia todo brincando e desenhando, feliz, esquecida do pesadelo. Mas eu não. Como?Quem?

Segunda-feira ela levou a boneca à escola,e quando voltou,havia um bilhete em sua agenda:

Boa tarde,

A Katy apresentou um estranho comportamento na escola hoje. Ela disse que sua amiga “Nana” teria falado a ela que iria machucar a ela e a você. Nós também encontramos marcas estranhas no pescoço de Katy, e em seus desenhos havia uma mulher sufocando-a. Favor observar e conversar com Katy.

Atenciosamente,

Prof.ª Márcia.

-Katy… -Foi só o que eu consegui dizer. Havia algo errado com a minha irmã, e tinha algo a ver com aquela maldita boneca.

Eu resolvi, com muito custo, separar Katy da boneca e trancar a infeliz no porão de casa, onde Katy jamais se atrevera a ir.

“Vai ficar tudo bem agora” eu pensei. “Aquela maldita boneca vai ser esquecida e apodrecer no porão”.

O dia seguiu normalmente, Katy nem se deu por falta da boneca. Eu achei que finalmente estava tudo bem, e que não haveria mais problemas com o assunto. Eu achei.

Na hora de ir dormir, eu coloquei Katy na cama e ela dormiu rapidamente. Porém, durante a madrugada, eu escutei barulhos de coisas caindo no chão. Rapidamente, corri para o quarto de Katy.

-Katy, você está bem?! -Ela estava febril, se mexia muito, suada, assustada. “A Nana estava com uma faca!”  ela escreveu.

-Mas ela está no porão… -Mal terminei a frase, a boneca estava ao lado da cama, “olhando” para mim. -Mas como?Katy vai deitar comigo. -Ela foi para cama, enquanto eu trancava o quarto. Eu não sabia se queimava,cortava,trancava ou jogava a boneca pela janela. Estava tarde e eu queria dormir. Mas, enquanto trancava tudo, tive uma sensação estranha. Uma sensação de observação.

No dia seguinte, Katy foi para a escola normalmente, deveria ter esquecido do ocorrido.Eu resolvi nem olhar a boneca,mas pesquisar sobre o fato.De que adiantaria pedir ajuda?Ninguém acreditaria no que eu dissesse.

Pesquisei sobre lendas de bonecas assassinas, bonecas vingativas, vodu, assassinatos ligados à bonecas,tudo me pareceu bastante comum,até que Katy chegou.Eu fechei a página e fui recebê-la no portão.Quando chegou,correu para a mesa e me entregou a agenda.Outro bilhete da professora,desta vez com um desenho de uma boneca com uma faca,eu e minha irmã mortas.

Bom dia,

Eu estou preocupada com Katy. Ela fez esse desenho na aula de Artes. Favor vir à escola amanhã, depois das aulas.

Atenciosamente,

Prof.ª Márcia

O desenho parecia de uma criança perturbada. Sangue, cruzes nos olhos, e o sorriso da boneca, que tinha dentes pontiagudos e segurava a faca com prazer.

No dia seguinte eu fui à escola de minha irmã, como combinado, e estava feliz de não ter ocorrido nenhum fato estranho na noite anterior. Encontrei a professora, que me esperava com um olhar preocupado e terrível.

- Olá professora Márcia, como você está?

- Olá Ana, tudo bem? Como está Katy?

-Bem, obrigada. Na verdade, ela parece melhor.- Eu respondi, tentando esconder o medo.  

-Estou preocupada. Ela anda assistindo filmes de terror?

-Não, ela só assiste o Nick Junior, eu garanto.

-Bom, sendo assim, eu recomendaria alguns testes psiquiátricos. Ela assusta as outras crianças, diz que a boneca vai mata-la.

-O que?Não, a senhora está brincando comigo, não é?

- Essas crianças são deficientes… Já tem muito o que temer,se ficarem assustadas…

-Não!A Katy é uma criança de seis anos perfeitamente normal, ela não precisa disso!-Interrompi. Eu chamei Katy e fomos embora, batendo a porta.

Eu não podia acreditar. Ela me indicou uma clínica psiquiátrica!Era hora de acabar com aquilo. Eu resolvi mandar a minha irmã brincar no meu quarto (o dela ainda estava trancado) enquanto eu tornei a pesquisar a tarde inteira sobre lendas de bonecas e o escambau. Nada de verídico ou aceitável foi encontrado, até que achei uma matéria interessante. A matéria falava sobre a lenda de uma mulher que fazia bonecas com olhos rubros (como Nana) e as vendia.

Certo dia uma família encomendou uma boneca igual a Nana,e quando foi entregue,a mulher descobriu que não gostaram do trabalho dela,e não a pagaram pelo serviço.A mulher então ficou tomada de raiva,e lançou uma maldição na boneca:ela mataria quem estivesse na casa,cada um de um modo, através de sua espiã.Uma semana depois,a família foi encontrada morta,e a boneca ao lado.Nenhum culpado foi encontrado,e o caso foi deixado aberto.Depois do caso,as famílias que se mudaram para lá foram mortas.Todos os casos deixados em aberto,a mesma boneca foi encontrada, nenhum culpado.Isso em 1.888

-Mas o que…? - Do nada, uma horrível tempestade começa. Katy correu até mim, assustada com o barulho dos relâmpagos. Eu subitamente fechei a janela do Google. A energia acabou, e Katy começou a chorar. - Calma. Vai ficar tudo bem, está bem?Eu vou até a cozinha pegar algumas velas. -Eu acendi as velas, com medo da boneca. Do nada, eu escutei um barulho do quarto de Katy.

-Katy? - Ela vem correndo com seu bloco de notas escrito: “A janela está aberta, e a Nana sumiu!”. Eu escutei barulhos vindo da sala.Katy se escondeu atrás de mim.

-Fique aqui, está bem?

Eu fui dar uma olhada na sala e vi a mulher. Era idêntica à boneca. Estava muito bem para quem tinha 288 anos de idade.

-Corra! - Eu gritei, olhando para Katy. Nós corremos até o andar de cima, e a mulher veio junto, carregando uma faca em suas mãos. Peguei Katy no colo e nos trancamos no quarto de visitas.

-Ela não irá nos encontrar aqui! - Eu disse, ofegando. De repente, eu olho para o lado e vejo a boneca. -Sua infeliz, você estava no quarto da Katy! -A faca faz um buraco na porta. Katy chora. A mulher consegue entrar, e quando tenta me acertar com a faca, eu desvio e bato o abajur na cabeça dela.Enquanto isso Katy corre,e a mulher desmaia.”Pronto,deve dar para fugir.”Eu pensei.Mas do nada,ao olhar tranquilamente para o lado,eu percebo a falta da boneca.

-Droga, ela é amaldiçoada por quem?!-Eu gritei, com raiva. A mulher acorda ainda zonza, enquanto eu vou atrás de Katy.

Quando saio na chuva cai a ficha: “Aquela maldita boneca é o jeito que ela vê! É assim que ela sempre sabe onde estamos!Tenho que destruir as duas!”.Nesse momento,tudo que está em minha cabeça é salvar Katy.Eu olhei em volta,checando se a boneca estava perto,quando alguém me assusta me tocando por trás.Eu viro,pronta pra matar,até que percebo que era Katy,me agarrando.

-Olha só. Vamos sair daqui, está bem?

Eu fui até a cozinha, sempre de olho em Katy. Eu não poderia perdê-la. E prestei bem atenção, mas nada da monstrinha. Peguei uma vela e acendi, depois chamei Katy e fomos até a garagem. Coloquei a vela em cima do carro, Katy de olho para ver se a bruxa não estava lá.

-Vamos sair daqui. - Eu disse. Quando eu abri a porta do carro, percebi a bruxa. Olhei para o canto e lá estava a droga da Nana, olhando para mim. Parecia fazer cara de satisfação. A mulher olhou para mim sorrindo, e veio correndo com a faca. Eu abri o capô para atrapalha-la, e ela deu um golpe no reservatório de gasolina. Katy se escondeu, tampando a visão da boneca.

-Isso mesmo, Katy! - Exclamei. Agora ela estava cega. Ela pegou uma vassoura com cabo de ferro e tentou me apunhalar, acertando uma prateleira com cândida e outros produtos de limpeza inflamáveis. Caíram perto do carro.

-Katy, abra a garagem e fuja! -Ela apertou o botão do controle e saiu correndo. A mulher agora podia ver, mas estava coberta de água sanitária.

-Brinque com sua boneca! - Eu gritei, derrubando a vela em cima da mulher. Eu fugi e fechei o portão da garagem. - Nada mais vai nos incomodar! - Eu disse à Katy, enquanto nos abraçávamos e chorávamos juntas.

 O fogo se espalhou tão rápido que logo a casa toda estava em chamas. Assim que os vizinhos chegaram, eles nos levaram para a casa de um deles, onde Katy e eu trocamos de roupa e tomamos chocolate quente. Eles chamaram a polícia, e enquanto isso contamos a história toda.

-… Então depois disso a garagem pegou fogo.

- Ela morreu então? - Disse uma senhora

- Ficara viva naquele inferno, impossível. - Eu disse.

 Quando contamos a história para a polícia, é claro que não acreditaram. Acharam que era apenas uma assassina, mas como não havia provas, não é preciso dizer o porquê, o caso foi deixado em aberto.

Hoje eu e minha irmã tentamos viver bem, Katy aprendeu libras e não sofreu trauma. Mas até agora, sinto uma sensação estranha quando me lembro dessa história, como se ainda estivesse na presença da vigilante.

Reaja! Comente!
  1. Renata Vitoria Custodio da Silva

    3 de junho de 2014 em 17:42

    pu+%# que pariu acho q nem durmo essa noite <=(

  2. Aline Bathory

    25 de setembro de 2012 em 18:22

    Parabéns, maninha.. X_X’

    Ficou muito bom, você realmente escreve bem. \°-°’
  3. Roberta Mil

    22 de setembro de 2012 em 21:39

    Gosto ainda mais quando as vitimas sobrevivem ‘-‘ , bem feito para aquela psicopata da “nana”

  4. I Like Trains Kid

    11 de setembro de 2012 em 19:13

    I Like Trains

  5. Um Cavalo Qualquer

    11 de setembro de 2012 em 19:12

    Esses brinquedos do capiroto ‘-

  6. Anônimo

    11 de setembro de 2012 em 16:13

  7. Milena Vieira

    11 de setembro de 2012 em 14:40

    A vigilante é uma boneca feita com the sims! kkkkk’ Tem lá no modthesims

  8. Gabriel Saraiva Girão Gonçalves

    11 de setembro de 2012 em 11:09

    Achei muito f*da vey =s

  9. Psycho The Cat

    11 de setembro de 2012 em 08:47

    VozGoogle

  10. Psycho The Cat

    11 de setembro de 2012 em 08:46

    Prefiro o Chuck. Mas a historia é boa. 

  11. Psycho The Cat

    11 de setembro de 2012 em 08:27

  12. Leonardo Maximiliano

    10 de setembro de 2012 em 18:22

    WTF??
    se a menina é muda tbm é surda…
    se é surda ela nao pode ouvir a irma….
    “-Katy,venha ver o que chegou pra você!-Eu gritei da cozinha, enquanto
    fazia o café. Ela veio correndo e soltou um sorriso enorme quando viu a
    boneca. -Mandaram pelo correio, vá brincar com ela! – Ela pegou a boneca
    e correu para o quarto.”

    • Erissa Darfis

      23 de setembro de 2012 em 20:16

      Geralmente acontece isso,mas eu escrevi assim para facilitar o entendimento da história.Mas obrigado pela boa explicação Gabriel Saraiva Girão Gonçalves.

    • Gabriel Saraiva Girão Gonçalves

      11 de setembro de 2012 em 11:10

      Não, não é, ela nasceu muda, não fala mas escuta, se ela fosse surda, não aprenderia a falar e seria surda-muda =)

  13. Ynna

    10 de setembro de 2012 em 14:12

    Gostei da narração – bem descrita e emocionante o decorrer da quase morte rssrsrs, foi bomm!!!!

  14. Serj Tankian

    10 de setembro de 2012 em 13:17

    Calmae…primeiro quando ela recebeu a boneca ela tinha olhos negros, e depois ela tinha olhos rubros? Tem que ver isso ae.

    • Erissa Darfis

      23 de setembro de 2012 em 20:14

      Rubros é a mesma coisa que negros.

      • Saabrina Kelly

        26 de novembro de 2012 em 22:46

        no no no, rubros são como se fossem vermelhos :3

  15. Matryoshka-kun

    10 de setembro de 2012 em 13:16

    Linda história, mas seria mais legal se as duas morressem no final.

    • Roberta Mil

      22 de setembro de 2012 em 21:41

      Eu acho mais interessante quando sobrevivem ‘-‘ hehe  , tenso n gosto de bonecas do mal 😛

  16. Selvirah Chonpinista

    10 de setembro de 2012 em 10:13

    não preciso ter medo ja me deram o manual bem ai na lenda

  17. PATROCINADOR novato

    10 de setembro de 2012 em 00:18

    BOM CONTO. AGORA VO DURMI. BOA NOITI PRA QEM FICA

    • Anônimo

      11 de setembro de 2012 em 16:02

      Gostei… bem legal mesmo.

    • Patolino

      10 de setembro de 2012 em 00:20

      Boa noite para ce também

  18. otome do mal

    9 de setembro de 2012 em 22:54

    Estava muito bem para quem tinha 288 anos de idade.                                            eu tenho 13 e pareço idosa

    • Patolino

      10 de setembro de 2012 em 00:18

      Rosto de 13 coluna de 60 disposição de 80

  19. Mad Teddy

    9 de setembro de 2012 em 22:29

    Não vou ler agora, muita dor de cabeça. Acho que minha cabeça ta encolhendo por causa do açúcar.

  20. Gasai Yuno

    9 de setembro de 2012 em 22:29

    Ela devia ter cortado a boneca e depois queimado os pedaços logo no início.

     “A mulher agora podia ver, mas estava coberta de água sanitária.”
    “Brinque com sua boneca! – Eu gritei, derrubando a vela em cima da mulher.”

    Isso me lembrou outra história…
    • Erissa Darfis

      23 de setembro de 2012 em 20:21

      Não adiantaria,a mulher só não enxergaria mais e poderia fazer outra boneca.Além do mais,do jeito que Nana mudava de lugar,poderia muito bem reencarnar das cinzas.

  21. Claire Redfield

    9 de setembro de 2012 em 22:26

    Conto fraquinho…

    • Elizeu Santos

      9 de setembro de 2012 em 22:30

      pelos meus calculos eu vou me cagar em 10 minntus

      • Mad Teddy

        9 de setembro de 2012 em 22:36

        Com um oferecimento de: Activia, seu estômago como um reloginho.

        • Nameless

          9 de setembro de 2012 em 22:38

          Nesse caso, uma bomba relógio.

  22. Nameless

    9 de setembro de 2012 em 22:24

    Bom conto. Mas me lembrou bastante o Chuck. Se desconfiasse da maldita boneca, eu teria cortado ela, queimado os pedaços e lançado as cinzas em um rio. Até nunca mais Barbie.

    • Jeff Dantas

      9 de setembro de 2012 em 22:34

      Segundo a autora, ele faz referência a “Coraline e o Mundo Secreto”.

      • Nameless

        9 de setembro de 2012 em 22:40

        Hmm… Não tenho a mínima ideia do que seja isso.

        • Jeff Dantas

          9 de setembro de 2012 em 22:43

          É uma animação bem interessante. Dá uma olhada: 
          http://www.youtube.com/watch?v=E3wjMGijjwM

          • Nameless

            9 de setembro de 2012 em 23:00

            Ah, um negócio que eu queria perguntar… E você que coloca as imagens nos contos ou o autor faz isso?

            • Jeff Dantas

              9 de setembro de 2012 em 23:09

              Então, depende do autor, viu? Tem alguns que mandam imagens, e outros que não. Quando não mandam, eu tenho que correr atrás. hehehe

              • jeandeassis

                9 de setembro de 2012 em 23:17

                Ei Jeff vc pode arrumar os nomes dos posts de outros moderadores ?

                • Jeff Dantas

                  9 de setembro de 2012 em 23:20

                  Pior que não. Pq, aconteceu alguma coisa? ^^

                  • jeandeassis

                    9 de setembro de 2012 em 23:27

                    Pera ae…. Comentário aguardando moderação.

                    Aprova ai meu comentario Jeff xD

                    • Jeff Dantas

                      9 de setembro de 2012 em 23:28

                      Prontinho, aprovado! Faz assim: dá uma avisada no moderador, que ele resolve. 🙂

                    • jeandeassis

                      9 de setembro de 2012 em 23:38

                      Ei Jeff é vc quem faz os “Pérolas do Minilua” ?  D: 

                    • Jeff Dantas

                      9 de setembro de 2012 em 23:42

                      A Carol Castro e o Fantasma da ópera. ^^

                    • jeandeassis

                      9 de setembro de 2012 em 23:44

                      Ata valeu.^^

                    • Estudante

                      9 de setembro de 2012 em 23:40

                      Faz parte do monte sua matéria…

                    • jeandeassis

                      9 de setembro de 2012 em 23:42

                      T.T Droga é que eu queria saber quando sai o proximo.

                    • jeandeassis

                      9 de setembro de 2012 em 23:30

                      Mas já avisaram,acho que o moderador nem prestou atenção,por isso vim te perguntar se vc tem autorização pra arrumar.Mas ta bem então.^^

                  • jeandeassis

                    9 de setembro de 2012 em 23:22


                    Açúcar por estar te deixando mais burro”    Achou o erro ? xD

              • Nameless

                9 de setembro de 2012 em 23:11

                Entendi. Vou começar a procurar imagens. Tenho vários contos. Nenhuma imagem.

            • jeandeassis

              9 de setembro de 2012 em 23:02

              Normalmente é o jeff que põe as imagens,caso o autor da historia não selecione as imagens que ele queira no post,o jeff vai a procura das imagens corretas que combinem com o conto,mas dai demora mais pro post sair.(me desculpe a intromissão)

              • Jeff Dantas

                9 de setembro de 2012 em 23:09

                Isso mesmo. ^^

                • jeandeassis

                  9 de setembro de 2012 em 23:11

                  Lembrei disso porque já haviam te perguntado a mesma coisa. (Like a Boss) ^^

              • Nameless

                9 de setembro de 2012 em 23:04

                Sem problemas. Valeu pela resposta.

    • Estudante

      9 de setembro de 2012 em 22:25

      Mas você não tem nome…

      • Nameless

        9 de setembro de 2012 em 22:39

        Não preciso de nome pra fazer isso.

        • Estudante

          9 de setembro de 2012 em 22:43

          Mas mesmo assim você não tem nome .-.

  23. Pohha Loka

    9 de setembro de 2012 em 22:17

    porra,tava olhando preços de carros,nem vi

  24. 3 Hits

    9 de setembro de 2012 em 22:13

    Droga, eu ia dormir. Agora vou ter q ler antes de dormir, nao conseguirei se nao ler e matar minha curiosidade

    • Estudante

      9 de setembro de 2012 em 22:14

      Cara…Decadente você,não?

  25. Lara Croft (Tomb Raider)

    9 de setembro de 2012 em 22:13

    ai que meduuuuuuu

  26. VAMPIRO DOIDÃO

    9 de setembro de 2012 em 22:13

    fuck the system

    • O Patriota

      9 de setembro de 2012 em 22:22

      I need to fuck the syste

      You need to fuck the system
      We all need to fuck the system!
64 Comentários
Topo