Contos Minilua: A Casa #56

Participar do “Contos Minilua“, é muito fácil: Envie o seu texto para: [email protected]! Os melhores, acredite, são postados aqui: no Minilua.com! Uma ótima leitura a todos!




A Casa 

Por: Gabriela Martins

Eu mudara para ali havia alguns dias. Meu pai, minha mãe, meu irmão e eu. Era uma rua escura, quase abandonada. Enorme. Tínhamos dois ou três vizinhos, que cuidavam dela. A mesma não era asfaltada, e não havia comércio num raio de cinco quilômetros. Era tudo muito pequeno, muito estreito. 

Mas tinha aquela casa. Um dia, talvez, a mais bonita da região. Bem antiga, suas paredes de madeira eram cobertas por trepadeiras. Ocupando toda a parede do primeiro andar, estavam duas enormes janelas rodeadas de mármore, imundas pelo tempo. O batente da porta de madeira também era de mármore.

No segundo andar, havia duas varandas com sacadas de uma pedra que mais parecia granito. Do meu quarto, dava para ver uma piscina vazia e coberta de lodo. Era definitivamente uma casa abandonada. 

Sinceramente, nunca soube o porquê de meus pais terem se mudado para aquele lugar. Só de olhar dava arrepios. Bem, o importante é que minhas aulas começariam em agosto, e estávamos no fim de julho. Estava cansada daquele lugar, queria ver pessoas. Aquela rua era vazia demais, o que causava a sensação de ser assombrada. 

Inicio das aulas. No segundo dia de aula, descobri que três amigos moravam perto de mim. Eles me chamaram para invadir a casa. Mesmo tendo quinze anos, estava morrendo de medo. E, aliás, pra que queriam invadi-la? Era apenas uma casa comum! Pra não passar por medrosa logo no segundo dia, aceitei o desafio. 

Combinamos de nos encontrar às nove e meia, no parquinho que ficava perto do lugar que íamos invadir. Já eram nove horas, então dei uma passada em casa apenas para pegar uma lanterna velha de meu pai e um casaco. Após isso, rumei para o parquinho e me sentei no balanço, esperando os outros. Já eram cerca de dez horas quando conseguimos nos reunir. 

Adentramos a casa. Um corredor imenso se estendia por mais de dez metros. Ao longo do caminho era possível ver gigantescos quartos e uma cozinha colossal. Todos imundos, logicamente. De fora, parecia impossível que a casa fosse tão grande. Ao chegar ao final do corredor, havia uma sala que parecia ser maior do que a minha casa inteira.

Apontei a lanterna para o teto. Dava pra ver um candelabro apagado e, ao lado, uma portinha com alça. Olhei para os meus amigos. Afirmando com a cabeça e sem falar muito, decidimos abrir. Subitamente uma escada se desdobrou na nossa frente, e nós todos subimos por ela, indo parar num lugar que parecia uma espécie de sótão. 

Parecia ser o único lugar limpo daquela mansão inteira. O chão era de madeira e estava incrivelmente lustrado. Por uma pequenina fresta, adentrava a luz do Sol. Assustei-me. Não fizera nem uma hora desde que havíamos entrado! Olhei para o chão. Dois corpos, que não estavam ali antes, se encontravam em estado de decomposição. Ao olhar direito para seus rostos enegrecidos, percebi que eram André e Ísis. 

- Como…? Eles estavam ao meu lado agora mesmo… - Era impossível! Os corpos estavam num estado que dava a crer que já pereciam ali há muitos anos. Caí de joelhos. Lágrimas umedeciam meus olhos e escorriam pela minha face. Não sabia se eu chorava de medo, tristeza, susto ou tudo junto. 

Fui tocada no ombro por unhas finas cor escarlate. Era Laís.
- Clara! Precisamos sair daqui! - Nunca entendi como, mas ela simplesmente envelhecia rapidamente. Seus cabelos, antes ruivos, agora estavam grisalhos e brancos e suas mãos, enrugadas. Ela parecia mais assustada que eu.

Puxou-me pelo braço, mesmo eu querendo a todo custo levar os corpos comigo. Quando voltei a mim, comecei a correr como se não houvesse amanhã, rumo à entrada. 

Quando finalmente chegamos ao corredor, a mão de Laís me soltou. Olhei para trás e seu corpo apodrecido, envergado, coberto de vermes, estava jogado no meio do chão. Eu já sabia que não adiantaria chorar, eu precisava apenas fugir. Trespassei a porta, e tudo implodiu na minha frente. Eu apenas caminhei rumo à minha casa. 

Abri a porta. Os corpos putrefatos de minha família se encontravam em suas posições habituais. Meu pai e minha mãe no sofá e meu irmão lendo uma revista rasgada. Parecia que todos haviam morrido de velhice e voltado à vida rotineira. Minha tristeza apenas se acumulou. Eu já não conseguia mais deitar lágrimas, porque estava assustada e amedrontada, mas comecei a soluçar. 
Eu segurava a mão podre de minha mãe.

Comecei a pensar. Aquela casa fazia o tempo passar mais rapidamente, só podia pensar isso. Mas… Então, se isso realmente acontecia, eu não devia realmente estar viva. E foi isso que aconteceu. Olhei para minhas mãos, que estavam se enrugando. Meus cabelos clarearam até ficarem brancos. Minha alma está presa na mansão até hoje.

Ela foi reconstituída para uma família de grandes posses que queria uma boa moradia. Mas meu corpo continua aqui. E você? Não quer me libertar? Como recompensa, serei bem gentil em sua morte…

Reaja! Comente!
  1. Phatom Uchiha

    3 de dezembro de 2012 em 17:18

    antes um covarde vivo que um corajoso morto(e aprisionado)

  2. Gabriela Martins Werdan

    5 de novembro de 2012 em 22:20

    Considerando que eu tenho 11 anos, é, valeu -q

  3. Allan Cordeiro

    5 de novembro de 2012 em 18:31

    Legal, continue assim.

  4. Gabriela Martins Werdan

    4 de novembro de 2012 em 22:17

    Sim sim, fui eu :3

    Na verdade inicialmente esse texto não era pra ser de terror. Eu estava na escola, (com muito tédio, diga-se de passagem), e minhas amigas estavam pedindo mais um texto (o outro texto vai ser publicado em breve no Minilua). Como eu não queria que elas me chateassem muito mais, fiz essa coisa aí. E elas acharam legal. Mas eu não lembro de ter enviado -q

    • Link Yuzuki

      5 de novembro de 2012 em 18:20

      Vai ver o Lado negro do Minilua entrou no seu PC e roubou seu conto..

  5. Gabriela Martins Werdan

    4 de novembro de 2012 em 21:44

    Weee, fiquei feliz por algumas pessoas terem gostado *w*

    Estranho… Não me lembro de ter mandado pro Minilua. Bem estranho Õ.o

    • Link Yuzuki

      4 de novembro de 2012 em 22:04

      Vc que fez? Muito bom, só faltou mais terror…

  6. Renata Kawaii

    4 de novembro de 2012 em 18:49

    gostei muito do conto ^^

  7. Wagner

    4 de novembro de 2012 em 15:08

    Conto legal 🙂

  8. Fã do Bruno Mars

    4 de novembro de 2012 em 14:58

    Alguém ai pode me dizer como tira o fundo preto da tela? isso arde meus olhos O.O

  9. Fã do Bruno Mars

    4 de novembro de 2012 em 14:21

    Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada…

  10. Capeta

    4 de novembro de 2012 em 14:05

    Fraco , mas interessante pelo fato da casa fazer os carinha apodrecer de velhice rçrç gostei

    • Douglas anonimo

      4 de novembro de 2012 em 14:06

      Casa do capeta.

      • Vegeta

        4 de novembro de 2012 em 14:08

        Assim você ofende a casa

        • Capeta

          4 de novembro de 2012 em 15:00

          Pior se fosse a casa do vegeta . Ela ia ficar traumatizada D:

  11. Gumball Watterson

    4 de novembro de 2012 em 13:56

    humm…. hoje tem mds ?

    • Drubscky

      4 de novembro de 2012 em 14:13

      Acho que tem seu Vasilha !

  12. Super

    4 de novembro de 2012 em 11:38

    teste..

  13. Super

    4 de novembro de 2012 em 11:34

    época de colheita, sem tempo..

  14. PATROCINADOR

    4 de novembro de 2012 em 11:31

    SE FODE AI QUEM VAI PRO ENEM.

    • Super

      4 de novembro de 2012 em 11:35

      vou fazer vestibular, mas sei nada..

  15. The little PAULA

    4 de novembro de 2012 em 10:30

    Bom conto, eu estava esperando aquela coisa clichê e tal, e no fim me surpreendeu, legal.

    • Fã do Bruno Mars

      4 de novembro de 2012 em 14:57

      é impressão minha, ou sua imagem é fake?

  16. Pedro

    4 de novembro de 2012 em 09:53

    digamos que até foi legal…

    parece muito com uma história minha que eu fiz a uns 50 anos…
    só que bem diferente…
    diferentemente parecido eu diria…

    • PATROCINADOR

      4 de novembro de 2012 em 11:21

      MAIS VC FOI PRESO NA ÉPOCA DA DITADURA POR EXPRESSAR SUAS OPINIÕES

      • Pedro

        4 de novembro de 2012 em 20:04

        sim, fui exilado.

  17. Shun

    4 de novembro de 2012 em 09:14

    Tela preta aí sim

  18. Waldenis Angélico

    4 de novembro de 2012 em 09:01

    Ficou bacana, até.
    O final seria bem isso mesmo. Presa na casa, esperando libertação e tal.

  19. Grim Reaper O ceifador solitario!

    4 de novembro de 2012 em 02:09

    Tu leu
    Ele leu
    Vós leis (criminais)
    Eles Leram

    Eu não li nem fudendo
    Nós Lemos é o cacete.

    *Reaper Drogado*

  20. Gasai Yuno

    4 de novembro de 2012 em 02:02

    “Como recompensa, serei bem gentil em sua morte…”

    Please… é sério isso? XD
    Até que o conto foi legal…

    • Grim Reaper O ceifador solitario!

      4 de novembro de 2012 em 02:06

      O_O Você falando legal? Ta matando alguém enquanto escreve né? OU digitando com o sangue da pessoa,ou fazendo a pessoa digitar. Ou fazendo o sangue da pessoa digitar?

      *Reaper Drogado*

      • Gasai Yuno

        4 de novembro de 2012 em 02:12

        Fazendo o sangue da pessoa digitar? LOL

  21. Vegeta

    4 de novembro de 2012 em 00:27

    “Não quer me libertar? Como recompensa, serei bem gentil em sua morte…”

    Bem gentil? Não, valeu, eu ainda tenho de viver bastante ainda xD

    • Chris Redfield

      4 de novembro de 2012 em 01:11

      encontro em familia hehe

    • Dono da verdade

      4 de novembro de 2012 em 00:37

      filho voce por aqui lol.

      • Vegeta

        4 de novembro de 2012 em 01:58

        Papai *_*

        Só falta o Bardock e o Kakarotto aparecerem com o çoç U-u

  22. Taigong Wang

    4 de novembro de 2012 em 00:26

    Que preguiça de ler o conto,prefiro montar minhas estratégias de guerra.

  23. Ariane (brace yourselves, winter is coming)

    4 de novembro de 2012 em 00:21

    Gostei do conto. É curtinho, mas agitado

    • Drubscky

      4 de novembro de 2012 em 01:21

      Gosta dos Curtinhos ou dos Grandões ?

      • Ariane (brace yourselves, winter is coming)

        4 de novembro de 2012 em 02:24

        Melhor nem responder, pq não quero ser mal educada.

        • Drubscky

          4 de novembro de 2012 em 11:42

          Eu tava falando de contos , vc gosta dos contos grandes ou curtos ?
          Sua malissioza !
          sauhashuasahusuhsa.

          • Ariane (brace yourselves, winter is coming)

            4 de novembro de 2012 em 12:56

            Google diz,
            Você quer dizer: “maliciosa”

            • Drubscky

              4 de novembro de 2012 em 13:10

              Não , eu quis dizer malissioza mesmo !

    • Killbill Amatsuokami Oobito, "Let's do the Harlem Shake!"

      4 de novembro de 2012 em 00:15

      Nem fu***** que eu vejo essa por**

  24. Gumball Watterson

    4 de novembro de 2012 em 00:08

    Para a garota do conto eu só tenho uma coisa a dizer…
    NÃOOOOOOOOOOOOOOOOO, FICA AI COISA RUIM E SE FODE

    • The Dead

      4 de novembro de 2012 em 00:09

      ²
      Vadia, quem mandou entrar na casa? .-.
      Se eu estivesse me cagando não faria isso…

  25. Gumball Watterson

    4 de novembro de 2012 em 00:05

    Espíritos, casas abandonadas, e vitimas… não sei porque mais isso não me impressiona mais u_u.

  26. Drubscky

    4 de novembro de 2012 em 00:03

    A menina morre no final ! LOL

    • Chris Redfield

      4 de novembro de 2012 em 01:12

      vei tú é espanhol agora?

      • Drubscky

        4 de novembro de 2012 em 01:17

        Pelo jeito gostou do meu Bigode !

        • Chris Redfield

          4 de novembro de 2012 em 01:17

          kkkkkkkkkk tem seu charme

          • Drubscky

            4 de novembro de 2012 em 01:19

            Sim , vou distribuir amor pras xerosas Tudo !

            • Chris Redfield

              4 de novembro de 2012 em 01:21

              pega tudo que voce quiser menos a Claire kkkkkkkkkk

              • Drubscky

                4 de novembro de 2012 em 01:24

                kkkkkkkkkk , ela é muita areia pro meu caminhãozinho ! shuahsuasahushua
                Vai deixar aquele kenny te desmanjar ?

                • Chris Redfield

                  4 de novembro de 2012 em 01:26

                  nem, ele se acha o zumbi e eu sou caçador de zumbis rsrs, ele vai precisar de muita ajuda de transformções pra ter algum poder contra mim porque ele não dá nem pro cheiro kkkk

                  • Drubscky

                    4 de novembro de 2012 em 01:29

                    kkkkkkkk , Mano vc só perde pro Leon ! ausshusau
                    Show de Nice !

                    • Chris Redfield

                      4 de novembro de 2012 em 01:31

                      true story

  27. The Dead

    4 de novembro de 2012 em 00:01

    Achei interessante o texto, nem ficou tanto clichê….

  28. From Hell

    4 de novembro de 2012 em 00:01

    Conto interessante :3 Gosti

  29. Black King Mello

    4 de novembro de 2012 em 00:00

    Bem legal o texto. No início pensei que seria aquela coisa clichê, mas depois ficou bem legal. xD

  30. Jeff Dantas

    3 de novembro de 2012 em 23:57

    Ah, galera, houve uma mudança no roteiro. Ao invés de dois, só poderei postar 1 conto por semana ok? ^^

    • Ariane (brace yourselves, winter is coming)

      4 de novembro de 2012 em 00:19

      Que pena =/

    • From Hell

      4 de novembro de 2012 em 00:15

      Que chato ¬¬

    • faccao central

      3 de novembro de 2012 em 23:59

      ae jeff vc ja viu o conto do percy?
      que o capeta e o the death fez

      • Jeff Dantas

        4 de novembro de 2012 em 00:03

        Qual o título dele? É sério, parece q não, mas são muitos pra revisar. hauahahahaa

        • faccao central

          4 de novembro de 2012 em 00:06

          acho que é “percy the psychopath”
          pelo que eles falam o conto deve ser bom

          • Jeff Dantas

            4 de novembro de 2012 em 00:07

            Hum, vou dar uma olhada.. Logo logo eu posto ele. ^^

    • The Dead

      3 de novembro de 2012 em 23:58

      Ok e.e

  31. Adriano Hidden®

    3 de novembro de 2012 em 23:55

    esses contos me dão nauseas…
    prefiro ler a Biblia……….. satanica

    • Silva Júnior

      4 de novembro de 2012 em 19:34

      O kapiroto sempre é pior
      Não adianta
      E…
      Deus é tão superior que simplesmente decidiu ignorar o Kapiroto
      Se eu fosse vc não faria isso nem de brincadeira
      Mesmo que não reze
      Para de usar como exemplo coisa que não tem poder sobre a gente

      • Lúcifer

        5 de novembro de 2012 em 12:54

        que macaco insolente

  32. Drubscky

    3 de novembro de 2012 em 23:55

    Amanhan eu leio ! XD

  33. Lúcifer

    3 de novembro de 2012 em 23:55

    nunca li um conto, e nunca lerei

    • Jeff Dantas

      3 de novembro de 2012 em 23:55

      Mas que atrevimento! Vá ler imediatamente. brinks hauahahahaha

      • Lúcifer

        4 de novembro de 2012 em 00:11

        quando vc morrer, já sabe né?

        • Grim Reaper O ceifador solitario!

          4 de novembro de 2012 em 04:11

          Eu sei Eu sei deixa eu responder essa lulu.

          Quando ele morrer, Ele vai virar o Jeff the killer So que uma versão tarada. Acertei Quero minha paçoca.

          *Reaper Drogado*

      • The Dead

        3 de novembro de 2012 em 23:57

        leio amanhã..
        Sono + tela preta = voltar a ser The Dead ( O morto)

  34. Pheno

    3 de novembro de 2012 em 23:54

    affffffffff

  35. faccao central

    3 de novembro de 2012 em 23:54

    amanhã eu leio
    ta de noite e essa tela preta não ajuda kkk

  36. vão se foderem

    3 de novembro de 2012 em 23:52

    viva a Jesus

    • Metalborn (saudades do ano passado)

      4 de novembro de 2012 em 00:04

      Erro a aba cara, o Facebook tá mais pra direita .-.

    • Lúcifer

      3 de novembro de 2012 em 23:53

      teu cu.

90 Comentários
Topo