Lua de Sangue

A caverna dos corpos queimados

Se você acha o cemitério meio mórbido, melhor não agendar uma visita para Papua Nova Guiné, pois lá as coisas são muito, muito, muito piores.

Kuku-Kuku

Em uma das mais remotas regiões desse estranho país, existe uma tribo conhecida como Kuku-Kuku. Por ficarem quase que totalmente isolados da civilização, esse povo segue seus próprios rituais, que remontam centenas de anos e pouco levam em conta as tradições e pudores que nós temos.

Um dos costumes mais característicos da Kuku-Kuku são os corpos defumados. Em vez de enterrar seus parentes mortos, eles amarram os corpos em varas de bambu e os queimam em fogueiras para ajudar na conservação. Mesmo com essa artimanha, os órgãos internos ainda podem entrar em putrefação, por isso eles também arrancam o que tem dentro do corpo e muitas vezes fazem isso pelo anus.

Depois de tudo, eles deixam os corpos expostos na entrada ou dentro de cavernas, como se fossem sentinelas. E, quando a saudade bate, os membros da Kuku-Kuku levam os mortos para a aldeia, onde as múmias defumadas participam de comemorações características daquele povo.

Essa tribo, além de ter esses rituais para lá de macabros, também pratica o canibalismo, então um corpo defumado para eles deve ser tipo mortadela bolonhesa.

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/